O Cruzeiro segue absoluto na Copa Libertadores. Na noite dessa quarta-feira (3), a Raposa foi ao Equador, e venceu o Emelec por 1 a 0, no estádio George Capwell, em Guayaquil, e deu mais um grande passo para garantir a classificação para a próxima fase do principal torneio do continente.

A terceira vitória da equipe celeste na competição veio dos pés de Rodriguinho, que aos 31 minutos do primeiro tempo aproveitou sobra de bola na pequena área, e finalizou com categoria por cima do goleiro Dreer.

O triunfo contra a equipe equatoriana deixa o time comandado pelo técnico Mano Menezes disparado na ponta do grupo B, com nove pontos. O vice-líder é o Deportivo Lara, da Venezuela, que tem quatro pontos, seguido pelo próprio Emelec, que tem dois pontos, e pelo Huracán, da Argentina, que soma apenas um ponto até o momento.

Na próxima quarta-feira, o Cruzeiro recebe o Huracán, às 19h15, no Mineirão, podendo já garantir matematicamente a vagas nas oitavas de final.

Já o Emelec recebe o Deportivo Lara, no dia seguinte, também em Guyaquil.

O jogo

Em busca da primeira vitória na competição, o Emelec iniciou a partida tentando pressionar o Cruzeiro.

Entretanto, apesar da maior posse de bola, o time equatoriano não conseguia levar perigo ao gol de Fábio.

A primeira chance da Raposa veio aos 20 minutos. Após assistência de Fred, o meia Rodriguinho recebeu dentro da pequena área, balançou as redes do goleiro Dreer, mas o árbitro assinalou impedimento, anulando o gol.

Aos 26 minutos, o atacante Cabezas arriscou de fora da área, mas o camisa 1 da Raposa defendeu com firmeza.

Cinco minutos depois, o gol da equipe celeste. Robinho cobrou falta pela direita, Henrique desviou de cabeça, e a bola sobrou para Rodriguinho. O camisa 23, que vive grande fase na temporada, bateu com categoria, por cima do goleiro, para o abrir o placar.

Aos 34, foi a vez do Emelec ter um gol anulado. Depois de uma bola levantada na área, Angulo desviou para o gol, mas o bandeirinha marcou o impedimento.

A última chance de gol da etapa inicial também foi dos “Elétricos”. Aos 42 minutos, López finalizou de longe, para nova defesa de Fábio.

Segundo tempo

Atrás do marcador, a equipe equatoriana partiu para cima do Cruzeiro, mas esbarrava na bem postada defesa armada por Mano Menezes.

Aos oito minutos, outro gol anulado. Ângulo recebeu passe dentro da área, tocou na saída de Fábio, mas o árbitro entendeu que o atacante equatoriano estava em posição irregular.

A primeira oportunidade do gol da Raposa no segundo tempo veio aos 21 minutos. Robinho tabelou com Fred, que tentou mandar por cobertura, mas parou na boa defesa de Dreer.

Sem conseguir o gol da igualdade, o Emelec apelou. Na parte final da segunda etapa os "Elétricos" abriram a caixa de ferramentas e receberam dois cartões amarelos e um vermelho, recebido por Luna, após falta dura. 

No último minuto do jogo, Rafinha perdeu uma chance incrível de marcar o segundo gol. Após cruzamento da direita, o meia recebeu de frente para o gol, e, sozinho, finalizou por cima. 

FICHA DO JOGO

EMELEC-EQU 0 X 1 CRUZEIRO

Motivo: 3ª rodada do Grupo B da Copa Libertadores

Local: George Capwell, em Guayaquil, no Equador

Arbitragem: Victor Hugo Carillo, auxiliado por Jonny Bossio e Victor Raez, todos do Peru.

Gols: Rodriguinho, aos 31 minutos do primeiro tempo

Cartões Amarelos: Edílson, Dodô e Romero (Cruzeiro); Caicedo e Jaime (EME)

Cartão Vermelho: Luna (EME)

EMELEC – Dreer; Caicedo, Veja, Jaime e Estacio; Godoy, Queiroz e Joel López (Luna); Ângulo, Guerrero (Arce) e Cabezas (Daniel Angulo). Técnico: Mariano Soso

CRUZEIRO - Fábio; Edilson, Dedé, Léo e Dodô; Henrique e Lucas Romero; Robinho, Rodriguinho (Rafinha) e Marquinhos Gabriel (Fabrício Bruno); Fred. Técnico: Mano Menezes