Rogério Ceni será técnico do Cruzeiro até o fim de 2020. O período de vínculo tem uma explicação. Em dezembro do ano que vem termina o primeiro mandato do presidente Wagner Pires de Sá, por isso o acordo entre o clube celeste e o novo treinador foi “costurado” nesse molde. 

Com isso, a atual gestão do Cruzeiro pode finalizar os primeiros três anos à frente da Raposa com apenas dois treinadores tendo trabalhado na Toca II. Mano Menezes permaneceu à frente dos atletas mais do que a metade do período de presidência de Wagner Pires de Sá. 

A chegada de Rogério Ceni a Belo Horizonte está prevista para esta segunda-feira (12), e a apresentação do treinador deve acontecer na terça (13), o que comprova a apuração do Hoje em Dia. 

Segundo informações apuradas pela reportagem, a intenção do departamento de futebol celeste era ter o novo treinador no centro de treinamento no primeiro dia da reapresentação após o duelo com o Avaí, neste domingo (11). 

Junto de Rogério Ceni chegarão ao clube dois auxiliares e um preparador físico. A comissão técnica será formada pelos auxiliares Charles Hembert e Nelson Simões, além do preparador Danilo Augusto.

Leia mais:

Após negar convite do Atlético, Rogério Ceni deixa o Fortaleza para comandar o Cruzeiro