O São Paulo aproveitou o término da temporada para fazer a maior reforma do gramado do Morumbi dos últimos 20 anos. A obra tem como objetivo atender aos padrões Fifa e prevê a diminuição das dimensões do campo e uma série de mudanças técnicas para corrigir imperfeições e melhorar a drenagem.

Centenas de perfurações farão com que a água escoe com mais facilidade em dias chuvosos, além de dar mais firmeza ao solo. "Vamos trocar toda a grama, diminuir a altura do gramado e aperfeiçoar os colchões, que é a região onde a grama é assentada. Há muito tempo o Morumbi não tinha uma reforma deste porte, neste nível. Ajustaremos as quedas do campo e corrigiremos algumas imperfeições", explicou o diretor de manutenção do São Paulo, Tércio Bispo Molica.

As traves serão substituídas e adequadas ao padrão Fifa, assim como as dimensões do campo. Atualmente, o gramado do Morumbi mede 108,25 metros de comprimento por 72,70 metros de largura. Após as obras, terá 105 metros de comprimento por 68 metros de largura, assim como já possuem as arenas do Corinthians e do Palmeiras.

Também será colocada o tipo de grama Bermuda Celebration, a mesma dos estádios que receberam a Copa do Mundo, e que substituirá a Esmeralda. "O São Paulo foi pioneiro quando plantou a grama Esmeralda no Morumbi. Mas, agora, utilizaremos a Bermuda Celebration. As obras estão no prazo estipulado e de acordo com o cronograma. As chuvas também têm cooperado bastante, já que tem chovido apenas no fim de tarde e isso facilita as atividades", finalizou Molica.