Carlos Ferreira, interlocutor no núcleo gestor que administra o Cruzeiro no momento, colocou em dia a situação de vários atletas que vivem incertezas quanto ao futuro na Toca da Raposa. Em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira (24), o porta-voz confirmou saídas, negociações e até problemas com empresários.

Concretizado mesmo está a saída do zagueiro Manoel. Após voltar de empréstimo junto ao Corinthians, o jogador está a caminho do futebol turco. Por lá, permanecerá até 2021

"O Manoel está emprestado até meados de 2021, está tudo acertado, e ele já foi embora", disse Carlos Ferreira.

Outro que deve ter sua venda anunciada nos próximos dias é Weverton. O jovem lateral deve defender a camisa do Red Bull Bragantino. Segundo o interlocutor do clube celeste, falta muito pouco para a negociação ser concretizada.

"Está bem adiantada, posso falar que está 99,9% fechado", declarou.

Weverton Cruzeiro

Outras situações são mais complicadas. Por exemplo, o volante Rômulo é bem visto pelos mandatários da Raposa, mas a má relação entre o clube e o empresário André Cury, que tem parceria com o agente do jogador, é uma situação que dificulta a continuidade do atleta no Cruzeiro.

"O Rômulo é um grande jogador, tive boas informações, vi material dele, é muito bom jogador e muito querido por todos. Acredito que há essa possibilidade, mas é complicado fazer uma afirmativa porque você cria uma expectativa na torcida. Nós iremos ter uma conversa com os agentes dele, já tivemos uma reunião que avançou bastante, mas existe a questão do agente dele, que é uma persona non grata no Cruzeiro. Mas a gente preza pelo diálogo e espera que tudo seja resolvido", explicou Carlos Ferreira

Outros que devem ter seus destinos traçados nos próximos dias são Fred e Rodriguinho. A permanência do centroavante no Cruzeiro é inviável, e o clube acredita que até segunda feira a questão será resolvida. Apesar do interlocutor da Raposa ao meia, é difícil que o jogador continue atuando por muito tempo com a camisa azul.

"Tivemos uma primeira conversa com o agente dele, pessoa muito consciente do que vive o Cruzeiro. Tanto é que o Rodriguinho continua treinando e nos ajudando nesta reconstrução. A gente está sempre aberto a entender o lado do atleta. Já está avançado, mas não posso adiantar para vocês. Ele continua jogando até se resolver", disse.

Sobre atletas que possuem conflitos na Justiça contra o clube, como os casos de Éderson e Thiago Neves, Carlos Ferreira preferiu não aprofundar no assunto, justamente pelas questões estarem entregues às autoridades jurídicas.