O Sada/Cruzeiro joga sua vida neste sábado (13) contra o Funvic/Taubaté. As equipes se enfrentem no Ginásio Poliesportivo do Riacho, em Contagem, às 21h30. Caso vença, a equipe paulista avança para a grande final da Superliga e elimina os mineiros.

Hexacampeão da Superliga, vencendo as últimas cinco edições do torneio, o Cruzeiro precisa repetir a façanha do ano passado para enfrentar Sesc/Rio ou Sesi na decisão.

Na temporada passada, Taubaté e Cruzeiro também se encontraram nas semifinais da competição e o roteiro desse momento é idêntico ao de 2018. Assim como agora, os paulistas venceram os dois primeiros jogos, obrigando a equipe mais vencedora da história da Superliga a vencer os três duelos seguintes. O experiente time comandado por Marcelo Méndez conquistou as vitórias necessárias, avançou para a final e acabou ganhando o sexto título nacional.

Para vencer a primeira partida na série e provocar o quarto jogo, o Cruzeiro conta com o fator casa, que é muito forte e determinante nesse sucesso que a equipe vem tendo nos últimos anos. Dentro de quadra, o central Isac, que tem o melhor aproveitamento de ataque da Superliga, pode ser uma boa arma para o levantador Fernando Cachopa. Para jogar pelo meio-de-rede é fundamental a boa atuação da linha de passe cruzeirense, que vem encontrando dificuldade pelo ótimo saque da equipe paulista.

Muitas vezes acionado no decorrer dos jogos, o experiente ponteiro Felipe pode ser uma alternativa por estar acostumado com jogos importantes e dar consistência à recepção da equipe.

Por outro lado, o Taubaté vive um grande momento após a chegada do técnico Renal Dal Zotto. O treinador da seleção brasileira masculina assumiu a equipe na nona rodada do returno e promoveu importante mudança na equipe, bancando o levantador Rapha como titular, embora o argentino Uriarte tenha fechado o último jogo em quadra.

O trio de ponteiros formado por Douglas Souza, Lucarelli e Conte está em constante rodízio na temporada e durante a última partida Renan deslocou o argentino para a posição de oposto para contar com os três simultaneamente no jogo. Leandro Vissoto foi barrado.

Apesar da boa atuação dos três e da vitória conquistada, de início um dos ponteiros deve ficar no banco e Vissoto iniciar em sua posição habitual.

Outro jogo

Assim como o Taubaté, o Sesi venceu os dois primeiros jogos e pode confirmar sua vaga na final neste sábado. Às 19h, os paulistas enfrentam os cariocas do Sesc, que precisam, assim como o Cruzeiro, vencer os próximos três jogos do confronto.

* Hugo Lobão sob supervisão de Alexandre Simões