De volta ao América em abril deste ano para assumir o comando geral do futebol do clube, Marcus Salum informou que vai solicitar à Federação Mineira de Futebol o áudio da conversa envolvendo o juiz Felipe Fernandes de Lima e o árbitro de vídeo Emerson de Almeida Ferreira, no lance em que o Coelho reclamou da não marcação de um suposto pênalti no fim da partida deste sábado (22), no Mineirão.

"Falei com o juiz depois do jogo. Viu que foi pênalti, que houve um empurrão e foi convencido pelo VAR sem ver as imagens, foi o que ele nos disse. Impossível isso acontecer. Eu não vou me desgastar mais, já entrei em campo, fui punido, já xinguei muito. É sempre do mesmo jeito. Eles não têm coragem, falta coragem à arbitragem para fazer o que é certo", afirmou.

Segundo Salum, o América é constantemente prejudicado por arbitragens em decisões do Estadual. "São muitos anos de experiência, e a gente sempre vive o mais do mesmo. Brinquei lá no América que chegar à final já era um grande passo. Ganhar era muito mais difícil, sabemos o porquê. Evoluímos com o VAR, mas não foi suficiente, faltou coragem", disse.

Nas redes sociais, inclusive, o América divulgou o vídeo do lance com a legenda “Falar o que?”. 

América

Jogadores do América ficam revoltados ao fim da partida deste sábado