O Santa Cruz é o vice-campeão da Série B do Campeonato Brasileiro. Apostando nas bolas paradas, com dois gols em cobranças de escanteio e um de pênalti, o time pernambucano bateu o rival direto Vitória, por 3 a 1, na tarde deste sábado (28). O duelo, válido pela última rodada, contou com mais de 36 mil torcedores no Estádio do Arruda, em Recife.

Com esta grande vitória, o Santa terminou na segunda colocação, com 67 pontos. Ficou atrás apenas do líder Botafogo, que acabou com 72 pontos. O time baiano, por sua vez, perdeu a vice-liderança e terminou no terceiro lugar, com 66 pontos. Mas ambos já tinham garantido acesso para a Série A, em 2016.

Agora, os dois times entram em férias e no próximo ano disputarão a elite nacional. O Vitória volta ao Brasileirão um ano depois de ter sido rebaixado. O Santa Cruz, em compensação, estava fora da divisão principal há uma década, já que caiu em 2006.
O time da casa na teve muitas dificuldades para construir a vitória. O time até poderia ter goleado não fosse a falta de pontaria de alguns jogadores, como o atacante Grafite, que perdeu dois gols feitos no primeiro tempo.

O primeiro gol saiu aos 39 minutos da primeira etapa. O meia Daniel Costa cobrou escanteio da direita e o lateral Allan Vieira cabeceou no canto direito do goleiro Fernando Miguel.

Na segunda etapa, os donos da casa voltaram dispostos a liquidar a vitória. E logo aos cinco minutos obtiveram êxito. Daniel Costa cobrou escanteio da direita e o atacante Vander cabeceou contra o próprio gol. Apesar do desvio, a arbitragem assinalou gol olímpico. O Vitória chegou a diminuir com Vander, que mandou no ângulo esquerdo do goleiro Tiago Cardoso, aos 36 minutos. O Santa, contudo, fechou o placar, aos 39, em cobrança de pênalti do atacante Bruno Moraes.

FICHA TÉCNICA:

SANTA CRUZ 3 X 1 VITÓRIA

SANTA CRUZ - Tiago Cardoso; Vitor, Danny Morais, Alemão e Allan Vieira; Wellington Cezar, João Paulo, Daniel Costa (Renatinho), Luisinho e Lelê (Raniel); Grafite (Bruno Moraes). Técnico: Marcelo Martelotte.

VITÓRIA - Fernando Miguel; Diogo Mateus, Guilherme Mattis, Ramon e Diego Renan; Amaral, Marcelo (José Welison), Flávio (Gabriel), Yan (Rafaelson) e Nickson; Vander. Técnico: Vagner Mancini.

GOLS - Allan Vieira, aos 39 minutos do primeiro tempo; Daniel Costa, aos 5, Vaner, aos 37, e Bruno Moraes, aos 39 minutos do segundo tempo.
ÁRBITRO - José Claudio Rocha Filho (SP).
CARTÕES AMARELOS - Bruno Moraes e Wellington Cézar (Santa Cruz); Amaral e Guilherme Mattis (Vitória).
RENDA - R$ 983.770,00.
PÚBLICO - 36.622 torcedores.
LOCAL - Estádio do Arruda, em Recife (PE).