As chances do meia Renato Augusto permanecer no Corinthians em 2016 aumentaram. Neste sábado, o Schalke 04 confirmou ter desistido de contratá-lo na janela de transferências de janeiro em razão da sua alta pedida salarial para voltar a jogar no futebol da Alemanha.

"A transferência está descartada, suas exigências salariais não foram atendidas", afirmou Horst Heldt, diretor esportivo do Schalke, em entrevista ao site do diário alemão Bild, revelando que Renato Augusto não é uma opção considerada viável pelo clube de Gelsenkirchen.

Renato Augusto já atuou em um clube alemão, o Bayer Leverkusen, entre 2008 e 2012, quando retornou ao Brasil para jogar pelo Corinthians, que desembolsou 3,5 milhões de euros (aproximadamente R$ 10 milhões na cotação da época) no final daquele ano.

O contrato de Renato Augusto com o Corinthians se encerra no final de 2016 e possui uma cláusula de rescisão estipulada em 8 milhões de euros (R$ 34,4 milhões). Caso o clube receba uma oferta por esse valor, o jogador é liberado automaticamente a se transferir, desde que chegue a um acordo com o clube interessado.

Renato Augusto já se declarou grato ao Corinthians pelo trabalho realizado de reforço muscular que o ajudou a se livrar da sequência de lesões sofridas na carreira. Em 2015, o meia se destacou na conquista do Campeonato Brasileiro pelo clube e conseguiu ser convocado por Dunga para a seleção.

O Corinthians é dono de 50% dos direitos econômicos do atleta, outros 40% são do Bayer Leverkusen e os 10% restantes pertence ao próprio jogador e ao seu empresário.

Campeão brasileiro em 2015, o Corinthians vem forte assédio pelos seus principais jogadores, especialmente de clubes da China, que já levaram o meia Jadson - foi contratado pelo Tianjin Quanjian. Já o Hebei China Fortune tenta contratar Elias. Já Renato Augusto, além do Schalke, também despertaria o interesse de clubes do país asiático, caso do Beijing Guoan. Por enquanto, porém, a sua permanência parece estar assegurada.