Em condições normais, esta matéria deveria trazer alguma repercussão da partida de ida da decisão do Campeonato Mineiro, cuja data inicial era esse domingo (19). Mas, tudo mudou em função da pandemia do novo coronavírus. Com a paralisação do calendário do futebol a perdurar por tempo indeterminado, o Estadual permanece uma incógnita, adiando também, obviamente, uma semana recheada de emoção, tensão e muita expectativa em cima da finalíssima, que seria realizada no próximo dia 26.

O Hoje em Dia convida então o leitor a relembrar algumas nuances das disputas do título mineiro desde que o torneio passou a ser disputado no formato primeira fase mais semifinais e final – vez ou outra com quartas de final inclusas –, de forma seguida, ou seja, de 2004 para cá. 

Considerando as 16 finais desse período, em metade delas o vencedor da primeira partida de decisão confirmou a vantagem obtida para faturar a taça. Isso aconteceu com o Cruzeiro quatro vezes – em 2004, 2008, 2009 e 2019, sendo que em todas elas a Raposa superou o Atlético –, o Galo em três oportunidades – em 2007 e 2013 em cima dos celestes e em 2010 diante do Ipatinga – e o América em uma situação, ocorrida em 2016, quando largou na frente do alvinegro, o que acabou sendo crucial para angariar o caneco.

Em alguns desses capítulos, houve alguns chocolates aplicados em cima do maior rival. Se em 2008 e 2009, os azuis golearam na ida por 5 a 0, sem dar chances ao oponente na volta, em 2007 e 2013, o Galo também construiu placares elásticos, por 4 a 0 e 3 a 0, respectivamente, o que contribuiu bastante para ser campeão.

Em apenas duas ocasiões o perdedor do primeiro duelo da decisão obteve êxito em inverter a vantagem na finalíssima e, com isso, abocanhar o título. No caso, isso se deu com o Cruzeiro, tanto em 2011 (venceu por 2 a 0 após derrota por 2 a 1) quanto em 2018 (levou a melhor por 2 a 0, depois de revés por 3 a 1), diante do Galo.

Nas outras seis decisões do Mineiro, o primeiro confronto terminou empatado, deixando as maiores emoções para o último embate do campeonato – isso aconteceu nas edições 2005 (o Ipatinga foi campeão sobre o Cruzeiro), 2006 (o Cruzeiro deu o troco em cima do Tigre), 2012 (o Galo superou o América), 2014 (a Raposa ficou com o título sobre o Atlético, graças a dois empates; vantagem conquistada por ter sido líder da primeira fase), 2015 (o Atlético venceu a Caldense numa final realizada em Varginha) e 2017 (quando o alvinegro venceu o arquirrival na segunda partida).

Nesse período relatado, o maior vencedor do Mineiro é o Cruzeiro, com oito títulos, seguido pelo Galo, com seis. As outras duas equipes campeãs, com uma taça, cada, foram América e Ipatinga, último clube do interior a terminar no topo.

Clássico

O Cruzeiro levou o bicampeonato de 2018/19, e o Galo foi campeão do Mineiro pela última vez em 2017

Relembre como foram as finais do Mineiro desde 2004

2004
11/4 – Cruzeiro 3 x 1 Atlético – Mineirão
18/4 – Atlético 1 x 0 Cruzeiro – Mineirão
Campeão: Cruzeiro

2005
10/4 – Ipatinga 1 x 1 Cruzeiro – Ipatingão
17/4 – Cruzeiro 1 x 2 Ipatinga – Mineirão
Campeão: Ipatinga

2006
29/3 – Cruzeiro 1 x 1 Ipatinga – Mineirão
2/4 – Ipatinga 0 x 1 Cruzeiro – Ipatingão
Campeão: Cruzeiro

2007
29/4 – Atlético 4 x 0 Cruzeiro – Mineirão
6/5 – Cruzeiro 2 x 0 Atlético – Mineirão
Campeão: Atlético

2008
27/4 – Atlético 0 x 5 Cruzeiro – Mineirão
4/5 – Cruzeiro 1 x 0 Atlético – Mineirão 
Campeão: Cruzeiro

2009
26/4 – Cruzeiro 5 x 0 Atlético – Mineirão
3/5 – Atlético 1 x 1 Cruzeiro – Mineirão
Campeão: Cruzeiro

2010
25/4 – Ipatinga 2 x 3 Atlético – Ipatingão
2/5 – Atlético 2 x 0 Ipatinga – Mineirão
Campeão: Atlético

2011
8/5 – Atlético 2 x 1 Cruzeiro – Arena do Jacaré
15/5 – Cruzeiro 2 x 0 Atlético – Arena do Jacaré
Campeão: Cruzeiro

2012
6/5 – América 1 x 1 Atlético – Independência
13/5 – Atlético 3 x 0 América – Independência
Campeão: Atlético

2013
12/5 – Atlético 3 x 0 Cruzeiro – Independência
19/5 – Cruzeiro 2 x 1 Atlético – Mineirão
Campeão: Atlético

2014
6/4 – Atlético 0 x 0 Cruzeiro – Independência
13/4 – Cruzeiro 0 x 0 Atlético – Mineirão
Campeão: Cruzeiro

2015
26/4 – Atlético 0 x 0 Caldense – Mineirão
3/5 – Caldense 1 x 2 Atlético – Varginha
Campeão: Atlético

2016
1/5 – América 2 x 1 Atlético – Independência
8/5 – Atlético 1 x 1 América – Mineirão
Campeão: América

2017
30/4 – Cruzeiro 0 x 0 Atlético – Mineirão
7/5 – Atlético 2 x 1 Cruzeiro – Independência
Campeão: Atlético

2018
1/4 – Atlético 3 x 1 Cruzeiro – Independência
8/4 – Cruzeiro 2 x 0 Atlético – Mineirão
Campeão: Cruzeiro

2019
14/4 – Cruzeiro 2 x 1 Atlético – Mineirão
20/4 – Atlético 1 x 1 Cruzeiro – Independência
Campeão: Cruzeiro