A Uefa anunciou neste sábado a seleção dos jogadores revelações da Liga dos Campeões em 2016. A entidade definiu a equipe com 11 nomes que ganharam espaço na disputa da competição este ano, mas o principal destaque ficou no banco de reservas: o técnico Zinedine Zidane.

Em seu primeiro ano como técnico, Zidane levou o Real Madrid ao título da 11.ª Liga dos Campeões de sua história. Anunciado em janeiro para a vaga do contestado Rafa Benítez, o treinador precisou de somente cinco meses para conquistar o tão desejado título.

O treinador, no entanto, foi o único representante do Real na seleção. Principal rival dos madrilenhos, o Barcelona foi lembrado com dois nome: o zagueiro Umtiti, que começou o ano no Lyon, e o meia Sergi Roberto, criado nas divisões de base do clube e que ganhou espaço atuando como lateral.

Quem também teve dois jogadores na seleção foi o Bayern de Munique: os meio-campistas Renato Sanches, ex-Benfica, e Kimmich. Mas o time mais lembrado foi o Borussia Dortmund, com três atletas: Raphael Guerreiro, Pulisic e Dembélé.

A seleção de revelações da Liga dos Campeões em 2016 teve: Aréola (Paris Saint-Germain); Sergi Roberto (Barcelona), Umtiti (Barcelona) e Lindelöf (Benfica); Lemar (Monaco), Kimmich (Bayern), Renato Sanches (Bayern) e Raphael Guerreiro (Dortmund); Pulisic (Dortmund), André Silva (Porto) e Dembélé (Dortmund).