Se em 2014 as jogadoras da seleção brasileira feminina de futsal precisaram recorrer a uma 'vaquinha' pela internet antes de conseguirem um patrocínio que as levassem para o Mundial da modalidade, desta vez tudo foi mais fácil. Nesta quarta-feira (18), a equipe visitou o Ministério do Esporte antes de embarcar para a Guatemala, onde o chamado "Torneio Mundial" começa na segunda-feira.

"Claro que esperamos o título, mas queremos fazer uma bela campanha dentro e fora de quadra. Sabemos que somos exemplos para as novas gerações e para as jogadoras que sonham em chegar à seleção", comentou a ala Vanessa, considerada a melhor do mundo na modalidade.

De acordo com o site da Confederação Brasileira de Futsal (CBFS), o Itaú é o "patrocinador oficial da seleção de futsal no Mundial Feminino". A modalidade, entretanto, passou a receber atenção do Ministério do Esporte, que recentemente organizou a primeira edição do Campeonato Brasileiro, interestadual, em Goiânia.

Torneio Mundial, que não tem chancela da Fifa, vai contar com a participação de apenas oito equipes: Japão, Irã, Espanha, Portugal, Costa Rica e Rússia, além da Guatemala, sede da competição. Em todas as cinco edições anteriores, o Brasil foi campeão. Portugal, Rússia e Espanha sempre foram os demais semifinalistas, com edição da edição 2014, na qual a Rússia deu lugar à Costa Rica, que ficou em quarto.

Das 14 convocadas, cinco jogam pelo Brusque e outras quatro pelo Chapecó, ambos times de Santa Catarina. Além disso, há três atletas que atuam fora do País, na Itália e na Espanha.