A seleção brasileira de ginástica artística masculina participou nesta quarta-feira de um ensaio da fase preliminar dos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Os atletas Arthur Zanetti, Arthur Nory Mariano, Caio Souza, Francisco Barretto Júnior, Lucas Bitencourt e Petrix Barbosa conheceram o local da prova, que será disputada no próximo sábado, às 15h35 (de Brasília), e seguiram o roteiro elaborado pela organização, até com o rodízio de aparelhos anunciado em francês e inglês.

De acordo com o chefe de delegação Leonardo Finco, a composição da equipe coloca o desempenho coletivo como principal foco no Pan de Toronto. "É o último passo de preparação para o Campeonato Mundial, onde a gente vai tentar a classificação olímpica. Por isso, temos essa configuração com mais generalistas, com ginastas não tão preocupados com a medalha e mais com a produtividade da equipe como um todo", explica.

O Brasil iniciará sua participação nas barras paralelas, seguirá para a barra fixa, solo, cavalo com alças, argolas e encerrará sua performance no salto. A sequência dos competidores é escolhida pela própria equipe, mas pode ser alterada depois do teste final. Durante a simulação desta quarta, Chico ficou fora de solo e cavalo, Nory não subiu nas argolas e Zanetti não fez cavalo, paralela e barra fixa.

O treino de pódio também contou com a presença de outros representantes dos países da subdivisão 1 - Canadá, Colômbia, Estados Unidos, Costa Rica, Trinidad e Tobago, República Dominicana e Porto Rico. As delegações tiveram cerca de 20 minutos em cada aparelho para os ginastas executarem as suas séries como preparação para a competição. A ordem dos aparelhos foi escolhida por sorteio e será a mesma da prova oficial.