Acompanhar de perto os times brasileiros neste período do ano não faz parte do cotidiano dos apaixonados por futebol na argentina. Por isso, mesmo tendo disputado as últimas cinco edições da Libertadores e ficando com o caneco em 2013, o atual time do Atlético não é tão conhecido pelos "hermanos".

Tendo como principais personagens o goleiro Victor e o meia Cazares, de acordo com jornalistas locais, o Galo é uma icognita para o San Lorenzo, adversário de amanhã, pela Copa Sul-Americana. O duelo, na casa da "equipe do Papa", será às 19h15 (Horário de Brasília).

Lesionados, os defensores Caruzzo e Angelini estão fora do duelo contra o alvinegro. Uma novidade no time de Almagro, comandado por Claudio Biaggio, deve ser a entrada do volante Belluschi, que não atuou na última partida da equipe, no Campeonato Argentino.

Como prioriza a competição nacional, na qual ocupa a terceira colocação, o San Lorenzo pode entrar em campo sem outros titulares. Apesar de ter relacionado força máxima para o confronto, Biaggio deve apresentar novidades.

"O Atlético não é um adversário que nos agrada. De fato, no sorteio, não foi bem recebida a informação deste cruzamento. Todos os rivais brasileiros são complicados e gostaríamos de evitar enfrentá-los de cara; o Mineiro, principalmente, é bastante complicado", afirma o jornalista Carlos Canissa,  apresentador do El Plateista, da Rádio AM890.

san lorenzo