Iniciando a terceira semana de atividades na Cidade do Galo, os jogadores do Atlético vão, cada dia mais, aprimorando a parte física e também conhecendo o trabalho do técnico Jorge Sampaoli.

Entrevistado desta segunda-feira (1) no Centro de Treinamentos, o atacante Diego Tardelli revelou em qual função está sendo utilizado pelo argentino. Com Di Santo e Ricardo Oliveira fora dos planos, ele foi acionado pelo treinador para atuar como "homem de referência" do ataque atleticano.

"Estou treinando como referência, apesar de não ser o que eu gosto. De ficar parado ali na frente. Gosto de me movimentar bastante. Mas com o Jorge está sendo diferente. Já joguei em outros clubes nesta posição e para mim não será diferente", contou Tardelli.

"Treinei apenas duas semanas neste período de 2020 (antes da pandemia), antes de jogar 20 minutos contra o Cruzeiro. Foi para fortalecer a parte e física e outros ajustes necessários no meu corpo. É estar preparado para estar bem quando começar os jogos estar bem", acrescentou.

Sobre Cazares, diagnosticado com Covid-19, Tardelli lamenta e destaca que, pelo menos dentro da Cidade do Galo, todos os cuidados estão sendo tomados para que o vírus não se dissemine por lá.

"Temos tomado todos os cuidados possíveis, principalmente aqui dentro do clube, fazendo os testes a cada semana. Infelizmente aconteceu com o Cazares, mas espero que ele volte o mais rápido possível", comentou.

Racismo no mundo

Outro assunto abordado com o atacante foi sobre os protestos contra o racismo - após mortes e outras cenas de violência contra negros - que estão ocorrendo mundo afora. 

"Isso não acontece de agora. Não estamos felizes com o que está acontecendo no mundo. Não só o racismo como  também na política. Não apoiamos e esperamos por um mundo melhor", finalizou.