Um domingo (27) desastroso. Assim pode ser traduzido o dia para o Atlético, derrotado por 2 a 0 pelo São Paulo, no Morumbi. Na primeira derrota do técnico Vagner Mancini no comando do alvinegro, o que se viu foi o sistema defensivo perdido em grande parte do duelo e o ofensivo nada eficiente na 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Estacionado nos 35 pontos, o time mineiro se manteve na 12ª posição na tabela, mas vê a distância para o Z-4 da competição mais importante do país cair para seis pontos, já que o Cruzeiro, 17º colocado, somou um ponto contra o Fortaleza e chegou aos 29. Curiosamente, mesmo à frente na classificação, o Galo tem duas derrotas a mais que a Raposa: são 13 contra 11 dos celestes.

Completando 99 jogos contra o São Paulo, o Atlético viu o adversário chegar aos 34 triunfos e igualar a disputa. Outras 31 partidas entre ambos terminaram empatadas.
Na próxima quarta-feira (30), Cleiton, Réver, Luan e companhia terão pela frente a Chapecoense, vice-lanterna da Série A. O duelo, marcado para às 19h30, acontecerá no Independência e quase 15 mil ingressos já foram comercializados para a partida no Horto. 

O jogo

Num primeiro tempo bastante movimentado no Morumbi, o que se viu foi o time mandante partindo para cima desde o primeiro minuto de bola rolando e o visitante, recuado, tentando explorar os contra-ataques. Mais efetivo, o São Paulo chegou mais perto de abrir o placar; o Atlético, por sua vez, se mostrou pouco efetivo nas conclusões; no final da primeira etapa, os comandados de Vagner Mancini mostraram mais força, mas não conseguiram superar o goleiro Volpi.

Na segunda etapa, veio o castigo. Com gols de Igor Gomes e Vitor Bueno, o primeiro aos cinco minutos e o segundo aos onze, o São Paulo pulou na frente do placar e só precisou administrar a partida nas voltas seguintes do cronômetro. Tentando mudar o resultado, Mancini apostou nas entradas de Ricardo Oliveira e Marquinhos, mas não obteve êxito; o camisa 9, inclusive, chegou à marca de 100 jogos pelo clube.

Aos 37 minutos, Geuvânio foi acionado no lugar de Luan. Contudo, a tônica da partida no Morumbi seguiu a mesma. Com o triunfo, o Tricolor chegou aos 49 pontos e se firmou no pelotão de frente (G-4) do Brasileirão.

A última vitória do Atlético fora de casa foi em 14 de julho, quando superou a Chapecoense por 2 a 1, no Sul do País. Curiosamente, o time Condá é o próximo adversário dos mineiros.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 X 0 ATLÉTICO

Árbitro: Bruno Arleu de Araújo  / Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Carlos Henrique Alves de Lima Filho
Gols: Igor Gomes, aos 5', e Vitor Bueno, aos 12 minutos do segundo tempo

SÃO PAULO Tiago Volpi; Igor Vinícius, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê, Liziero (Hudson) e Igor Gomes (Hernanes); Antony (Calazans), Vitor Bueno e Pato. Técnico: Fernando Diniz.

ATLÉTICO: Cleiton; Guga, Léo Silva, Igor Rabello e Fábio Santos; Réver, Nathan e Vinicius Goes (Marquinhos); Otero, Luan (Geuvânio) e Di Santo (Ricardo Oliveira)
Técnico: Vagner Mancini