O meia-atacante Rafinha está de saída do Cruzeiro. O jogador resolve com a diretoria celeste os últimos detalhes de sua rescisão, já que tem conversas adiantadas com o Coritiba. Por isso o camisa 7 nem viajou ao Rio de Janeiro, onde o Cruzeiro enfrenta o Fluminense, nesta quarta-feira, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. 

A informação foi antecipada pelo jornal O Tempo e confirmada pelo Hoje em Dia com o departamento de futebol celeste.

Rafinha até o ano passado era tido como o 12º titular do técnico Mano Menezes. No entanto, com a chegada de Marquinhos Gabriel e Pedro Rocha, além da recuperação do atacante David, o jogador perdeu ainda mais espaço nesta temporada.

Neste ano o meia-atacante Rafinha não esteve nas graças do torcedor. O camisa 7 há um tempo passou a ser contestado pela torcida pelas más atuações. Situação bem diferente de um passado recente, quando o jogador recebeu proposta do Vasco (no começo de 2018), mas após pedido do técnico Mano Menezes resolveu ficar na Toca II.

No começo do ano passado, justamente após essa investida do Cruzmaltino, a diretoria do Cruzeiro esticou o vínculo de Rafinha até o fim de 2019. Mas pela falta de oportunidades o atleta preferiu respirar novos ares.

Com a camisa estrelada o meia-atacante Rafinha fez 146 jogos e marcou 14 gols. Só nesta temporada o atleta entrou em campo 16 vezes, sendo dez como titular, e balançou as redes três vezes. 

Chegada ao clube

Rafinha chegou ao Cruzeiro no segundo semestre de 2016, após passagem pelo Al-Shabab, dos Emirados Árabes Unidos.

Caso acerte com o Coritiba será a segunda passagem do meia-atacante no clube paranaense. Com a camisa do Coxa, Rafinha conquistou o tetracampeonato no Paraná, entre 2010 e 2013, além da Série B do Campeonato Brasileiro de 2010.

Rafinha também defendeu as cores do Grêmio, Portuguesa, Goiás, Paraná, Santo André e Goiás. Sua única experiência internacional foi no Al-Shabab.