As últimas edições do Campeonato Paulista dificultam a distinção entre times grandes e pequenos. A avaliação é do técnico Dorival Junior antes da decisão entre Santos e Audax, neste domingo (8), na Vila Belmiro. "Será uma decisão entre dois times grandes porque praticaram um grande futebol ao longo do Campeonato Paulista", afirmou o treinador em entrevista coletiva nesta sexta-feira, no CT Rei Pelé. "É difícil definir quem é o grande e quem é o pequeno".

Para justificar a sua afirmação, o treinador cita as finais de 2007, quando ele próprio dirigiu o São Caetano na final contra o Santos; e de 2008, entre Ponte Preta e Palmeiras. Também se recorda de duas finais do Santos: contra o Ituano (2014) e Santo André (2010). "Existe uma pressão maior em cima dos clubes com maior estrutura como Palmeiras, Santos, São Paulo e Corinthians".

Leia mais:

Escalação de Lucas Lima será definida só na véspera da final, diz Dorival
Fernando Diniz cita Leicester como exemplo para o Audax

Neste contexto, Dorival Júnior nega o favoritismo santista. "O Audax é o time a ser batido nesse torneio por tudo o que apresentou. Naturalmente, o Santos tem condições de impor seu jogo por atuar na Vila".

Desde que retornou ao Santos, no ano passado, Dorival Júnior ainda não foi derrotado na Vila Belmiro. No Paulistão, o clube não perde há cinco anos. Considerando-se apenas partidas do Estadual, o clube alvinegro não é derrotado em casa desde 2011. O último tropeço foi diante do Palmeiras.