O presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara,  afirmou que vai pedir à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o  afastamento do árbitro Rodrigo Dalonso Ferreira, que atuou na vitória do Galo por 2 a 1 sobre o Corinthians, neste sábado (14), na Neo Química Arena, pela 21ª rodada do Brasilieirão.

A reclamação do mandatário alvinegro se dá em razão de um pênalti não marcado no chileno Eduardo Vargas, logo aos quatro minutos do primeiro tempo.

No lance em questão, Vargas superou o zagueiro Gil na corrida, já dentro da área, foi puxado pelo defensor, mas o árbitro Dalonso, que acompanhava o lance de perto, não marcou a infração.

Mesmo com a reclamação dos jogadores do Galo, o árbitro manteve a decisão e não revisou o lance no VAR.

Um minuto depois, o Corinthians abriu o placar com o atacante Davó e saiu na frente do placar.

Após o duelo na capital paulista, Sette Câmara afirmou que vai pedir a punição de Dalonso e de Pathrice Wallace Corrêa Maia, que trabalhou como árbitro de vídeo no confronto.

"Eu não estou aqui apontando o dedo para a CBF, dizendo que a culpa é dela, mas a arbitragem foi muito mal, e a gente exige que esse árbitro, que estava de frente para o lance e, principalmente o árbitro que estava no VAR, sejam afastados, reciclados. Eles precisam rever o lance e ver que esse tipo de situação é inconcebível", disse o presidente do Atlético, em entrevista à Rádio Itatiaia.

Mais reclamações

Em tom sereno, mas bastante incomodado com o episódio, o presidente do Galo afirmou que a decisão de Dalonso traz repercussões não apenas para Atlético e Corinthians.

"O que aconteceu hoje realmente é preocupante. A arbitragem deixou de dar um pênalti claríssimo e, na minha opinião, talvez, fosse o caso de expulsar o Gil. Claro que isso mudaria totalmente o panorama do jogo.  Quando um erro desses acontece, ele não prejudica só o Atlético, ele prejudica também os demais participantes do campeonato. Então, não podemos deixar esse tipo de coisa acontecer".

Sette Câmara afirmou ainda, que vai pedir os áudios da comunicação da arbitragem para CBF.

"Vamos tomar todas as providências necessárias, vamos buscar os áudios, tentar entender o que aconteceu. Claro, o Atlético não fica satisfeito, apesar da vitória, com a arbitragem que foi horrorosa".