No meio do futebol, especialmente nos últimos anos, a maioria das declarações dos jogadores tem um viés protocolar. Com receio de represálias, especialmente nas redes sociais, os atletas evitam polêmicas, diferentemente do que acontecia na década de 1990, por exemplo.

Entretanto, o meio-campo Alê, um dos destaques do América na temporada, deu uma declaração fora do usual, em entrevista veiculada pelas mídias oficiais do Alviverde, na última terça-feira (26). Questionado sobre a disputa acirrada pelo título da competição, entre América e Chapecoense, o jogador afirmou que o time catarinense faz jus ao título, em razão dos problemas extracampo que os funcionários vêm atravessando nos últimos meses.

“No futebol não existe merecimento. Existe trabalho, eficiência e vitória. Se for parar para pensar bem, se for por questão de merecimento, quem deveria sair campeã é a Chapecoense, porque os caras estão não sei quantos meses com o salário atrasado. A gente recebeu todos os meses em dia, recebeu boas premiações. A gente sabe que do lado de lá a dificuldade é muito maior, mas infelizmente o futebol não é merecimento. Você tem que entrar em campo, fazer o seu papel, matar um leão por dia e vencer, e é isso que a gente vai fazer”, disse o meio-campista.

Com os mesmos 70 pontos da Chapecoense, o Coelho chega para a última rodada na ponta da tabela por ter marcado mais gols que o time catarinense no torneio (41 a 39).

Na despedida da Série B, o América recebe o Avaí, nesta sexta-feira, às 21h30, no Independência. No mesmo dia e horário, a Chape recebe o Confiança-SE, na Arena Condá.