O brasileiro Bruno Soares foi eliminado logo no seu jogo de estreia na chave de duplas do Masters 1000 de Xangai. Nesta segunda-feira (12), ele e o austríaco Alexander Peya perderam para o britânico Dominic Inglot e o sueco Robert Lindstedt por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 6/7 (5/7) e 10/3, em 1 hora e 40 minutos.

Nesta segunda-feira, Soares e Peya fizeram um duelo equilibrado com os semifinalistas do US Open, com cada dupla vencendo um set, o que forçou a realização do match tie-break. No desempate, os adversários foram praticamente perfeitos no próprio serviço - venceram seis dos sete pontos quando sacaram - e triunfaram, avançando em Xangai.

A derrota logo na estreia afeta as pretensões de Soares e Peya de se classificarem para o ATP Finals, que reunirá as oito melhores duplas da temporada em Londres. Afinal, eles estão em décimo lugar no ranking do ano.

Se Soares já foi eliminado, Marcelo Melo conheceu o adversário de estreia em Xangai. Nas oitavas de final, ele e o sul-africano Raven Klaasen, campeões em Tóquio no último fim de semana, vão encarar Kevin Anderson, também da África do Sul, e o francês Jeremy Chardy, que nesta segunda-feira passaram pelo uruguaio Pablo Cuevas e pelo sérvio Viktor Troicki (6/1, 1/6 e 10/8).

Pela chave de simples do Masters 1000 de Xangai, o croata Marin Cilic enfrentou muitas dificuldades para avançar na sua estreia. Nesta segunda, o número 12 do mundo precisou de 2 horas e 13 minutos para derrotar o chinês Di Wu, 227º colocado no ranking da ATP e convidado da organização, por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/3 e 7/6 (7/4).

Após salvar match point, Cilic agora terá pela frente o compatriota Borna Coric (40º colocado no ranking), carrasco do Brasil na repescagem do Grupo Mundial da Copa Davis em setembro, quando o campeão do US Open de 2014 não jogou por estar lesionado.

Também com dificuldades, o francês Jo-Wilfried Tsonga, número 15 do mundo, avançou ao bater de virada o espanhol Tommy Robredo, 30º colocado no ranking, por 2 sets a 1 com parciais de 6/7 (5/7), 6/2 e 6/2, em 1 hora e 59 minutos. Seu próximo adversário vai ser o dominicano Victor Estrella (66º), que venceu o norte-americano Donald Young (6/2, 4/6 e 6/4).

Já o norte-americano John Isner, número 13 do mundo, fez 20 aces e derrotou o francês Adrian Mannarino (41º) por 2 sets a 0, cm parciais de 6/1 e 6/2, em apenas 45 minutos.

O espanhol Feliciano Lopez, número 17 do mundo, superou o russo Andrey Kuznetsov (88º) por 2 a 0, com parciais de 6/4 e 7/6 (7/3), e seu próximo adversário vai ser o austríaco Dominic Thiem, 18º colocado no ranking, que bateu o taiwanês Lu Yen-Hsun (91º) por duplo 6/3.

Número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic vai encarar na sua estreia o eslovaco Martin Klizan (44º), que bateu o convidado chinês Ze Zhang por 7/6 (10/8) 2 6/2. O sérvio venceu o oponente neste ano no Masters 1000 de Miami.

O britânico Andy Murray, agora o número 2 do mundo, terá pela frente o norte-americano Steve Johnson (47º), que superou o italiano Andreas Seppi em três sets (4/6, 6/1 e 7/6).

Atual campeão em Xangai e terceiro colocado no ranking, o suíço Roger Federer duelará com o espanhol Albert Ramos (70º), que eliminou o norte-americano Sam Querrey (4/6, 6/4 e 7/5).

O espanhol Rafael Nadal, número 7 do mundo, vai enfrentar o croata Ivo Karlovic (21º), que venceu o francês Jeremy Chardy por 6/4 e 7/6 (8/6). O australiano Nick Kyrgios (32º) será o adversário de estreia do japonês Kei Nishikori, número 6 do mundo, após fazer 6/3 e 6/2 no austríaco Andreas Haider Maurer.

Ainda nesta segunda-feira, o argentino Leonardo Mayer (38º) e o Roberto Bautista Agut (23º) também venceram e avançaram para a segunda rodada do Masters 1000 de Xangai.