Segue o martírio do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro. Jogando no Mineirão, a Raposa empatou em 0 a 0 com o Fluminense, nesta quarta-feira (9), chegou ao sétimo jogo seguido sem vencer no torneio e se complicou ainda mais na tabela de classificação.

Apesar da entrega dos jogadores em campo, a equipe celeste esbarrou na falta de inspiração do setor ofensivo e na ansiedade, natural em função do conturbado momento pelo qual o clube estrelado atravessa.

Fred, no inicio do segundo tempo, chegou a balançar as redes para o Cruzeiro, mas o árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima anulou, depois de consultar o VAR.

O Fluminense, por sua vez, se mostrou satisfeito com o empate durante todo o duelo, já que pouco ameaçou a meta defendida por Fábio.

Com o resultado, o Cruzeiro se manteve na 18ª colocação, com 21 pontos, mas agora a quatro pontos do CSA, que venceu o Internacional em casa e subiu para a 16ª posição, fora do Z-4. O Fluminense, que chegou aos 26 pontos, é o 15º.

A Raposa volta a campo no próximo domingo (13), para enfrentar a Chapecoense, às 19h, na Arena Condá, em Chapecó. Um dia antes, o Flu encara o Bahia, às 19h, no Mineirão.

O jogo

Precisando urgentemente de uma vitória para reagir no Brasileiro, o Cruzeiro iniciou o duelo pressionando o Fluminense no campo de ataque. A marcação alta da Raposa quase deu resultado aos 8 minutos. O time carioca saiu jogando errado, Sassá serviu Fred, que rolou para Jadson finalizar, mas Gilberto afastou em cima da linha. Na sobra, o próprio Sassá chutou na rede pelo lado de fora.

A segunda chance celeste veio aos 17 minutos. David arriscou de fora da área, e Muriel espalmou para escanteio..

O Flu ameaçou pela primeira vez com João Pedro, que subiu mais alto que a defesa estrelada em cobrança de escanteio e desviou à direita do gol de Fábio, aos 21 minutos.

Com o passar do tempo, a equipe comandada pelo técnico Abel Braga não conseguiu manter o intenso ritmo dos minutos iniciais e pouco ameaçou a retaguarda do Tricolor das Laranjeiras.

Já nos minutos finais, o lance mais polêmico da primeira etapa. Após dividida na intermediária, Yuri deixou o pé em Jadson. O árbitro Pierre Gonçalves Lima chegou a expulsar o volante do Fluminense no primeiro momento, mas voltou atrás e aplicou apenas o cartão amarelo, após revisar o lance no VAR.

Segundo tempo

Logo no primeiro minuto do segundo tempo, o Cruzeiro quase abriu o placar. Edílson soltou uma bomba de fora da área, e a bola explodiu no travessão de Muriel.

Aos 6 minutos, a Raposa chegou a balançar as redes com Fred, de cabeça, após cruzamento na medida de Egídio, mas o VAR entrou em ação novamente. O árbitro consultou o assistente de vídeo e marcou falta de Robinho em Gilberto na origem do lance, anulando o gol.

Acuado, o Fluminense chegou pela primeira vez apenas aos 26 minutos, com Yony González, que fez jogada individual pela esquerda e finalizou por cima do gol.

Com muita disposição, mas com um repertório pobre, o time celeste só foi ameaçar novamente aos 43 minutos, com uma finalização de Jadson, de fora da área, que subiu demais.

No minuto seguinte, Marquinhos Gabriel aproveitou um rebote dentro da área, mas parou em Muriel.

Ficha do jogo

Cruzeiro 0 x 0 Fluminense

Motivo: 24ª rodada do Campeonato Brasileiro

Local: Mineirão

Arbitragem: Jean Pierre Gonçalves Lima, auxiliado por Leirson Peng Martins e Michael Stanislau, todos do Rio Grande do Sul

VAR: Jonathan Benkenstein Pinheiro (RS)

Cartões amarelos: Fred, Edilson, Egídio e Robinho (Cruzeiro); Yuri, Igor Julião  e Ganso (Fluminense) 

Público Total: 38.133

Público Pagante: 31.995

RendaR$ 374.558,00

CRUZEIRO

Fábio; Edilson, Dedé, Fabrício Bruno e Egídio; Henrique e Jadson e Robinho (Maurício); Sassá (Vinícius Popó), David (Marquinhos Gabriel) e Fred. Técnico: Abel Braga

FLUMINENSE

Muriel; Gilberto, Nino, Frazan e Orinho (Igor Julião); Yuri, Ganso (Ewandro), Daniel (Dodi) e Nenê; João Pedro e Yony González. Técnico: Marcão