Para quem almeja a permanência na Série A do Campeonato Brasileiro, o América vem fazendo pouco. Muito pouco. Não que haja carência de vontade para vencer. O que está faltando é qualidade e capricho nas finalizações. Tanto que o time conseguiu somente um dos 12 pontos que disputou até agora – foram três derrotas e um empate – e sequer balançou as redes dos adversários.

No entanto, o técnico interino Cauan de Almeida percebeu uma certa evolução no 0 a 0 com o Cuiabá, na quinta-feira (17), no Independência. E acredita que a tendência é o Coelho crescer daqui para frente, podendo, inclusive, obter um feito neste domingo (20), às 11h, diante do Palmeiras, no Allianz Parque, pela quinta rodada da competição.

"Estamos muito satisfeitos com nossa equipe, pois tivemos um desempenho muito bom (contra o Cuiabá). Queríamos a vitória, mas agora (o que faltam) são ajustes. Estamos num processo, no caminho certo. O próximo jogo é dificílimo, contra o Palmeiras, na casa deles. Mas temos totais condições de ir para lá e surpreender o adversário", afirmou Cauan.

O treinador ressalta que a construção das jogadas está sendo bem executada, de uma forma geral. O grande problema é com relação às finalizações. Algo a ser aprimorado, mesmo com o pouco tempo de preparação entre uma partida e outra no Brasileiro.

"Estamos trabalhando e fomentando isso nos treinamentos. Sabemos que precisamos evoluir. Foi nítida a criação de jogadas neste jogo (diante do Cuiabá) em relação aos anteriores. Conseguimos criar muitas chances, e fico muito satisfeito. Agora, há detalhes finais no último terço, um capricho necessário nas finalizações para conquistar as vitórias", destacou.

Com um ponto, o time alviverde ocupa a penúltima colocação, à frente apenas do Grêmio, que ainda não pontuou e tem um jogo a menos.

Atlético