A rica história de Rafael Sóbis no futebol tem vários capítulos que passam pela Toca da Raposa II.  

No Cruzeiro, o atacante viveu momentos vitoriosos em campo, e alguns imbróglios fora dele.

De títulos, gols e campanhas marcantes, a ações na Justiça doTrabalho e na Desportiva, Sóbis tem uma trajetória marcante na Raposa.

Depois de deixar o Cruzeiro no início de 2019, o jogador está perto de acertar o retorno ao clube estrelado para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro.

A chegada do atacante, que passa pela liberação do Ceará, atenderia mais um pedido do técnico Felipão, que vem destacando o desejo de contar com jogadores mais experientes para compor o sistema ofensivo do time celeste.

Mesmo com a chegada de William Pottker, ex-Internacional, o comandante da Raposa deseja mais opções para o setor de ataque.

Relembre alguns fatos marcantes da passagem de Rafael Sóbis no Cruzeiro:

Chegada e salvação

Rafael Sóbis chegou ao Cruzeiro em junho de 2016 juntamente com o argentino Ramón Ábila, para tentar ajudar o time a deixar as últimas posições do Campeonato Brasileiro e conseguiu.

Depois de fazer uma série de apostas em atacante pouco renomados e que apresentavam rendimento ruim, o então presidente Gilvan de Pinho Tavares, pressionado pelo mau momento do time, foi ao mercado atrás de jogadores mais tarimbados, que chegariam com o status de titular, o que efetivamente aconteceu no caso dos dois jogadores. 

Com quatro gols em 28 jogos, Sóbis foi uma das principais figuras da recuperação da Raposa, que, sob o comando de Mano Menezes, conseguiu se livrar, sem sustos,  do risco de rebaixamento à Série B.

Dívida com o Tigres

A contratação de Sóbis gerou uma das várias dívidas acumuladas pelas últimas gestões do Cruzeiro.

O débito,  que ultrapassava os R$16 milhões, fez com que o clube estrelado corresse o risco de ser punido desportivamente pela Fifa, assim como aconteceu no caso do volante Denílson, em que a Raposa foi condenada a iniciar a Série B com menos seis pontos.

Para não sofrer nova sanção, o presidente Sérgio Santos Rodrigues anunciou, em julho, um acordo com o clube mexicano para o pagamento da dívida.

Bicampeonato e artilharia

Dos vários títulos de Rafael Sóbis na carreira, três foram conquistados com a camisa celeste: o bicampeonato da Copa do Brasil em 2017 e 2018, e o Campeonato Mineiro de 2018.

Na primeira conquista do torneio nacional, Sóbis, inclusive, foi o artilheiro da competição com cinco gols, ao lado de Lucas Barrios (Grêmio) e Léo Gamalho (Goiás).

No ano seguinte, também fez parte da conquista, mas foi menos utilizado, perdendo espaço para Hernán Barcos e Sassá. 

Em sua passagem pela Toca da Raposa II, o atacante somou 119 jogos e 28 gols.

Ação na Justiça

Rafael Sóbis deixou o Cruzeiro sem qualquer tipo de mal estar e contando com o apreço de boa parte da torcida celeste.

Entretanto, o não cumprimento de obrigações contratuais por parte dos ex-gestores da Raposa fizeram com que o jogador acionasse o clube estrelado na Justiça do Trabalho do Rio Grande do Sul no ano passado.

Em primeira instância, o Cruzeiro foi condenado, em setembro, a pagar R$3,2 milhões ao jogador, pelo não cumprimento de acordo no ato da rescisão contratual. O clube estrelado recorreu da decisão.

Caso Sóbis acerte a volta ao time celeste, a tendência é de que as partes cheguem a um acordo para sanar esse litígio.