A vitória por 2 a 1 do Barcelona, do Equador, sobre o Defensor Sporting, do Uruguai, na partida de ida entre os dois clubes, na semana passada, em Montevidéu, pela segunda fase da Copa Libertadores, parecia colocar os equatorianos na rota atleticana caso o time de Levir Culpi passe pelo Danubio, também do Uruguai, pela mesma etapa.

Mas se alcançar a classificação na noite desta terça-feira (12), no Independência, o Atlétio deve ter outro uruguaio pelo caminho. Isso porque na noite desta segunda-feira (11), o tribunal da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) julgou proedente um pedido do Defensor Sporting que acusa o Barcelona de ter escalado o jogador Sebastián Cardona no primeiro confronto entre eles na capital uruguaia.

Com a decisão favorável ao pedido do Defensor Sporting, ele foi declarado vencedor do jogo da semana passada por 3 a 0 e decide a vaga na terceira fase da Libertadores, a última antes da fase de grupos, podendo perder por até dois gols de diferença em Guaiaquil, ou por três, mas com o placar a partir de 4 a 1.

VEJA A DECISÃO DO TRIBUNAL DA CONMEBOL

ass

edrr

Digite aqui a legenda