Desde que o Atlético decidiu que não renovaria o contrato de Diego Tardelli, os telefones de Alencar da Silveira Jr, presidente do América, e Marcus Salum, coordenador de futebol clube-empresa do Coelho, não pararam de tocar. Segundo os dirigentes, o atacante foi oferecido à agremiação, que, no entanto, descartou a ida do atleta para o Lanna Drumond.

Em contato com o Hoje em Dia, Alencar disse que o DT9 foi “oferecido ao América ‘todo dia’”, porém que não houve negociação. “Não posso confirmar se pelo empresário ou por outras pessoas. É um bom jogador, mas não tem nada decidido (proposta), e o departamento de futebol vai analisar. Respeito muito o Tardelli, fez muito pelo futebol, mas temos que ir com o pé no chão, e vamos trazer jogadores que vão servir o América e ter a condição de atuar toda a temporada”, afirmou.

Como deixou a análise para o departamento de futebol, a reportagem também procurou Salum. Nas palavras dele, não há qualquer chance de o atacante vestir a camisa do América.

“Reconhecemos o Tardelli como um grande jogador, como um grande profissional, mas não está nos nossos planos. Na hora que o Tardelli saiu (do Atlético), meu telefone recebeu uma enxurrada de telefonemas, oferecendo ele, mas ninguém falou que era empresário do Tardelli nem nada. O Tardelli é um belo jogador, mas não está nos planos do América”.

O Hoje em Dia tentou contato com o empresário do atleta, Giuliano Bertolucci, mas este não retornou às ligações, nem respondeu às mensagens da reportagem.

Diego Tardelli disputou sua última partida pelo Galo justamente contra o América, no duelo de ida da decisão do Mineiro, no Independência, em 16 de maio. Em três passagens pelo Atlético, participou de 230 confrontos e marcou 112 gols.