Comandante do único título de Copa do Brasil do Atlético, o técnico Levir Culpi estreava como treinador do Galo há exatos 25 anos. Curiosamente, o primeiro dos 320 jogos do curitibano à frente do clube mineiro foi justamente pela competição que o consagrou no alvinegro.

Se seu grande título pelo Galo foi a Copa do Brasil de 2014, a mesma competição não rende boas lembranças para o treinador em sua estreia. É verdade que Valdir Espinoza não deixou a mais fácil das missões para seu sucessor. Na partida de ida, diante do Vasco, pelas quartas de final do torneio, o Atlético foi derrotado por 3 a 1 em São Januário. 

Levir tinha então em suas mãos uma missão muito semelhante àquela que ele nem sonhava que teria e conseguiria depois de tantos anos: inverter uma diferença de dois gols dentro do Mineirão. Com gols de Éder e Gaúcho, o Galo conseguiu abrir 2 a 0 ainda no primeiro tempo, placar que classificava a equipe para a próxima fase, mas logo veio a virada vascaína: 4 a 3 para os cariocas e estreia amarga para novo treinador alvinegro. 

Ninguém imaginava que aquela derrota seria apenas uma das 82 de Levir em suas cinco passagens pelo lado preto e branco de Belo Horizonte. As vitórias, no entanto, foram maioria. Foram 172 triunfos, que, somados aos 66 empates, fizeram do “burro com sorte” o terceiro treinador com mais jogos pelo clube.

Chegadas e partidas

Se a eliminação para o Vasco marcou a estreia de Levir Culpi no Atlético, outro personagem de uma importante conquista fez naquele dia seu último jogo com a camisa alvinegra. Negrini, autor dos dois gols do Galo no primeiro duelo da decisão da Copa Conmebol de 1992, fez o último de seus 67 jogos pelo clube, justamente na derrota para a equipe carioca.

*Hugo Lobão sob supervisão de Alexandre Simões