“É apenas mais um jogo, mas vou dar a vida pelo Atlético”. Foi com essas palavras que Thiago Ribeiro, provável titular no ataque do Galo contra o Santos pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro, definiu como está a cabeça para enfrentar o seu ex-clube. O jogador, que ainda tem contrato com o time paulista, não vê o duelo desta quarta (10) como algo especial.

“O Santos é o meu ex-clube, o qual ainda tenho contrato e estou emprestado ao Atlético, mas não vejo como um jogo especial. Desde que cheguei ao Santos sempre fui titular, esse ano sofri uma lesão e quando voltei não fiquei mais na equipe titular, e depois disso tive poucas oportunidades. E devido a crise financeira que o Santos passa e como eu queria jogar, nós sentamos e decidimos que era melhor eu sair”, explicou e disse que vai encarar o jogo com seriedade.

“É um jogo importante, que eu tenho que entrar em campo e defender a minha equipe, atuar bem e se possível fazer gols para ajudar o time. Tenho que dá a vida pelo Atlético em todos os jogos”, argumentou.

Há dois meses em Minas, o atacante emprestado pelo alvinegro praiano já realizou 10 partidas pelo Galo e marcou três gols, inclusive na decisão do Campeonato Mineiro contra a Caldense e deverá ocupar a vaga de Luan, que sentiu dor muscular durante um treino nessa segunda-feira (8). Mesmo com os desfalques, Thiago confia na qualidade do elenco do Galo.

“O Levir tem várias opções, ele tem essa vantagem porque aqui tem jogadores de qualidade com características diferentes, e isso é bom porque conforme o adversário ele pode fazer uma mudança ou outra. O importante é que todo mundo que tem entrado está dando conta do recado. Ninguém aqui se sente dono absoluto da posição. Você está titular, você não é titular para sempre. Então nesse grupo de qualidade, todo mundo tem que entrar e jogar bem para não sair da equipe”, finalizou.

(*) Colaborou Mateus Marotta