thiago, cruzeiro

O atacante Thiago é tratado como uma das promissoras revelações do Cruzeiro. Autor de dois gols no Mineirão pelo Campeonato Mineiro, o primeiro da Raposa em 2020 (contra o Boa Esporte) e no clássico com o Atlético (derrota celeste por 2 a 1), o jogador não vê a hora de voltar a balançar as redes no Gigante da Pampulha.

“Gol sempre é bom e é uma sensação inexplicável, ainda mais no profissional e representando uma camisa de um grande clube. Fazer gol em uma estreia e em um clássico, acho que isso vai ficar marcado por toda a minha vida. Sinto muita saudade do Mineirão lotado, aquela torcida nos apoiando, nos incentivando”, disse.

Inspirado no companheiro de ataque Marcelo Moreno, um dos líderes da Seleção da Bolívia e com história em diversos grandes clubes no mundo, Thiago acredita que pode alcançar o nível do camisa nove da Raposa. 

"Ele é um dos atletas que me espelho muito, que tem me ajudado bastante dentro e fora de campo, com conselhos. Ele me passando essas dicas, e se eu acatar, acho que posso chegar ao nível dele também", opina. 

De volta aos treinos após ter exames inconclusivos para COVID-19, Thiago afirma que já está 100%. Já estou 100%, estou no nível da equipe. O professor me passou uns exercícios específicos para eu fazer em casa. Foi uma rotina diferente, mas deu para trabalhar bem a parte física. Agora já estou de volta aos treinos na Toca e me dedicando ao máximo”, revelou. 

Com grandes sonhos no futebol o jovem de apenas 19 anos mostra confiança em ter um bom ano. 

“Estou muito confiante e espero que seja um ano de muitas realizações. Estou me cobrando bastante para ter um excelente desempenho. Tento trabalhar da melhor forma possível nos treinamentos para evoluir a cada dia e, quando a oportunidade chegar, eu poder aproveitá-la”, declarou. 

Ex-morador do alojamento da Toca I, agora Thiago vive com a mãe, Dona Diva, e o irmão, Samuel, que deixaram Ocidental, em Goiás, para morarem com o jogador. 

“É muito bom ter aquele abraço familiar, da mãe, do pai, dos irmãos, mas sempre tomando todos os cuidados. Acho muito importante para o meu psicológico dentro e fora de campo também. Isso está me ajudando bastante”, finalizou.