Além de recolocar o Cruzeiro de volta ao caminho das vitórias, o técnico Rogério Ceni, que inicia sua segunda semana à frente da Raposa, tem a missão de rejuvenescer o time celeste.

Uma das maiores críticas de parte da torcida nos últimos meses é em relação à média de idade da equipe escalada pelo então técnico Mano Menezes.

A observação é de que a presença de vários jogadores acima dos 30 anos entre os titulares deixava o time mais lento e em desvantagem na parte física contra adversários que apresentavam atletas mais novos em campo.

Logo na sua coletiva de apresentação, Ceni indicou que pretendia observar e dar mais oportunidades a jovem promessas, ao mesmo tempo em que destacou que o aproveitamento dos jogadores mais experientes estaria condicionado a parte física dos mesmos.

Na sua estreia pelo Cruzeiro, o técnico da Raposa surpreendeu e mandou a campo um time mais leve. A entrada de Dodô no meio campo na vaga de Ariel Cabral, e de David o lugar de Fred pretendiam dar mais velocidade ao time.

A escalação de Fabrício Bruno (23 anos) em substituição a Léo (31 anos) - vetado pelo departamento médico - mesmo não tendo sido por opção técnica ou tática, deixou o 11 inicial de Rogério ainda mais novo em comparação ao time-base utilizado por Mano no início de 2019.

A média de idade do time titular na vitória por 2 a 0 sobre o Santos, no último domingo (18), no Mineirão, foi de 28,9 anos. (Caso Léo volte ao time, a marca sobe para 29,6 anos)

Já a equipe considerada ideal pelo ex-técnico da Raposa nos primeiros meses da temporada tinha média de 32,8 anos.  

Era Mano Menezes

Vários jogadores que começaram o ano com prestígio foram perdendo espaço durante a temporada para concorrentes mais jovens.

Um dos casos é de Rafinha, de 36 anos, que se transferiu para o Coritiba, em maio. Bastante utilizado durante toda a passagem de Mano Menezes pela Toca da Raposa II, o meia-atacante perdeu espaço para jogadores mais novos, como Pedro Rocha (24 anos) e David (23).

Outra troca que contribuiu para a queda da média de idade do time estrelado aconteceu na lateral direita. Em meio a lesões e atuações contestadas, Edilson (33 anos) perdeu a posição para Orejuela (22 anos).

A última mudança, essa também promovida por Ceni, foi a saída de Fred (35 anos) para a entrada de David (23 anos).

Mesmo com a entrada do camisa 9 celeste ainda no primeiro tempo, em função de uma expulsão de um jogador do Santos, a tendência é de que Ceni mantenha a mesma formação que iniciou jogando com o Peixe, no confronto com o CSA, no domingo (25), às 19h, no estádio Rei Pelé, em Maceió, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

A dúvida gira em torno do retorno do zagueiro Léo, já que Fabrício Bruno recebeu muitos elogios de Ceni e dos companheiros após o duelo com a equipe paulista. 

Time base de Mano Menezes no início de 2019

Jogador Idade 
Fábio 38
Edilson 33
Dede 31
Léo 31
Egídio 33
Henrique 34
Romero 25
Robinho 31
Thiago Neves 34
Rafinha 36
Fred 35
MÉDIA 32,8 anos

 

Time escalado por Rogério Ceni em sua estreia pelo Cruzeiro 

Jogador Idade
Fábio 38
Orejuela 22
Dedé 31
Fabrício Bruno 23
Egídio 33
Henrique 34
Dodô 27
Thiago Neves 34
Pedro Rocha 24
David 23
Marquinhos Gabriel 29
MÉDIA 28,9 anos