Se dentro de campo o Corinthians vive um ótimo momento e se aproxima do título do Campeonato Brasileiro, as finanças do clube continuam mal. Em reunião do Conselho Deliberativo na noite de segunda-feira, no Parque São Jorge, o diretor financeiro, Emerson Piovezan, admitiu que o clube está no vermelho e não conseguirá sair desta situação antes de 2016.

"Reduzimos as despesas em 20%, mas temos um déficit. Ainda há um desequilíbrio entre receita e despesa. Nossa situação não é confortável", disse Piovezan à reportagem do Estado. Na segunda-feira, o dirigente apresentou aos conselheiros o balancete do clube até o mês de agosto e uma revisão do orçamento até o fim do ano.

A boa notícia é a de que, oito meses depois de tomar posse, o presidente Roberto de Andrade conseguiu cumprir uma de suas principais promessas de campanha e quitou as dívidas com os jogadores. Os direitos de imagem foram pagos na semana passada. "É obrigação do clube. Uma coisa que tinha de ser natural. Trabalhou, pagou", disse o meia Renato Augusto.