O técnico Tite exaltou nesta quinta-feira (5) o desempenho que a seleção brasileira conseguiu exibir nos jogos em que não pôde contar com Neymar, como por exemplo durante a campanha vitoriosa da última Copa América, mas qualificou o astro como "indispensável" ao projetar a participação do atacante no amistoso contra a Colômbia, nesta sexta (6), às 21h30 (de Brasília), no Hard Rock Stadium, em Miami, nos Estados Unidos.

O jogador do Paris Saint-Germain está sem disputar uma partida desde o dia 5 de junho, quando sofreu uma lesão no tornozelo direito em duelo contra o Catar, em Brasília, na fase final de preparação para o torneio continental realizado no Brasil. Mas Tite vê o atleta pronto para fazer o seu retorno diante dos colombianos e deixou claro que não pensa em abrir mão do futebol do craque, mesmo com o longo tempo sem atuar.

"Sabe o aproveitamento com e sem Neymar? É praticamente a mesma coisa. A equipe se fortaleceu em relação a isso. Ao mesmo tempo, o Neymar é indispensável, e 50% dos gols com o Neymar em campo são dele ou com assistência dele", ressaltou Tite, em Miami, onde vai comandar nesta tarde, no estádio que abrigará o amistoso contra a Colômbia, o último treino de preparação para a partida.

E o comandante lembrou dos últimos treinamentos com a presença do astro em campo nos Estados Unidos, onde apontou que o atacante mostrou estar em boas condições físicas para atuar. O brasileiro ainda não defendeu o PSG neste início de temporada europeia pelo fato de que o técnico Thomas Tuchel preferiu esperar o atleta definir a sua situação antes do fechamento da janela de transferências da Europa. E isso só ocorreu na última segunda-feira, quando a permanência do atleta no clube parisiense foi confirmada após o fracasso do Barcelona nas negociações para tentar contratá-lo.

"Infelizmente nós tivemos uma situação parecida com a da Copa do Mundo como acontece agora. Lembro jogo da Croácia (em amistoso de preparação para o Mundial de 2018), em que ele ficou no banco, esperou e entrou. Eu, Fábio (Mahseredjian, preparador físico) e o pessoal (da comissão técnica) vamos estar muito atentos a esse desenvolvimento. Em relação à parte técnica e parte física, ela se confirmou. Vocês acompanharam no treino. Ele está pronto, em condições de fazer aquilo que a seleção precisa", ressaltou o treinador, que também fez questão de exaltar que vê Neymar ainda no mesmo patamar dos principais jogadores do mundo na atualidade.

"O Neymar é Top 3 para mim. De qualidade técnica individual, eu coloco Messi acima, Cristiano Ronaldo, porque são outras gerações. Aí eu pego outra geração: ele e Hazard são dois jogadores, para mim, extraordinários. Com uma vantagem para o Neymar: ele pensa igual ao Hazard, mas executa mais rápido. Ele em condições é imparável. É imparável", repetiu Tite, se referindo também ao craque belga que trocou o Chelsea pelo Real Madrid após o término da temporada 2018/2019 do futebol europeu.

Leia mais:
Com Neymar, Brasil tem 10 jogadores concorrendo à seleção do ano da Fifa