Dátolo está 100% para jogar. Recuperado de pequena lesão no músculo posterior da coxa direita, o argentino foi confirmado para o jogo deste sábado, contra a URT, em Patos de Minas. Escalado pelo técnico Diego Aguirre entre os argentino, o argentino poderá ajudar o alvinegro a manter-se no topo da tabela do Campeonato Mineiro.

"Todo jogador quer jogar, principalmente neste momento, que é um momento bom do Atlético. Mas o treinador vai saber em que momento me colocar. Ele que comanda e temos sempre que respeitar. Quando ele escala um time, o jogador que fica fora tem que respeitar. No meu caso, estou voltando e seria bom jogar para pegar ritmo e conseguir ter uma sequência de jogos”, comentou o meio-campista.

Sobre a disputa acirrada por posições na equipe, especialmente no meio-campo, Dátolo afirmou que gosta de desafios. Tendo que disputar vaga com Cazares e Robinho, o argentino não demonstra receio de figurar no banco de reservas nas principais partidas deste início de temporada.

“É muito bom para o time ter grandes jogadores. Cada um tem que se esforçar ao máximo e procurar espaço. No meu caso, será como sempre. Quando cheguei aqui, ninguém dava nada por mim e, nesses dois anos e meio, conquistei algumas coisas, alguns títulos e, hoje em dia, sou camisa 10 do Atlético, mas isso não significa nada se eu não me esforçar 100% em campo para conquistar novamente uma vaga”,  observou Dátolo. “A gente vai precisar de todo mundo. O cara que está fora também tem que estar com o olho brilhando porque, a qualquer momento, vai ter uma chance e tem que aproveitar. É assim que time vencedor pensa", acrescentou.

Enquanto o Galo ocupa o primeiro lugar do Estadual, com 10 pontos, o clube de Patos de Minas ocupa a sexta colocação, com cinco a menos.