A polícia de Praga anunciou a prisão de 15 torcedores russos, do CSKA Moscou, por agressões a policiais e por fazer propaganda nazista na manhã desta quinta-feira, quase 48 horas depois da derrota do time para o Viktoria Plzen por 2 a 1, na República Checa, pela Liga dos Campeões.

Sem dar detalhes sobre as manifestações nazistas, a polícia checa disse apenas que os torcedores provocaram as autoridades com uma saudação nazista. Outros atacaram os policiais, deixando dois feridos.

De acordo com o porta-voz da polícia, Jan Danek, os torcedores podem ser condenados a até cinco anos de prisão se forem condenados por propaganda nazista e agressão. O episódio de violência aconteceu na cidade de Plzen, a 100 quilômetros da capital Praga.

Com a derrota para os anfitriões, o CSKA encerrou sua participação na atual edição da Liga dos Campeões na última colocação do Grupo D, com apenas uma vitória e três pontos.