A novela envolvendo o goleiro Rafael vem gerando grande expectativa nas torcidas de Cruzeiro e Atlético nas últimas semanas.

E o futuro do atleta, que desperta o interesse do Galo, pode acontecer justamente às vésperas daquele que pode ser o único confronto entre os arquirrivais em 2020.  

Após uma longa negociação, o jogador entrou em acordo com a Raposa na semana passada, e rescindiu o contrato com o clube estrelado, que iria até o final de 2021.

Para conseguir a liberação imediata, Rafael concordou em retirar a ação na Justiça contra o Cruzeiro, em que cobrava o pagamento de salários e outros encargos trabalhistas, e também em receber o montante devido a partir do meio de 2021.

Enquanto Rafael e Cruzeiro discutiam a resolução desse imbróglio, o Atlético monitorava toda a situação.

Desde a venda de Cleiton para o Red Bull Bragantino, no início de fevereiro, a diretoria alvinegra se mobiliza para buscar mais um goleiro no mercado, para disputar posição com Michael e Victor.

rAFAELEnquanto aguarda a definição do seu futuro, Rafael treina com Robertinho, ex-preparador de goleiros da Raposa

Com a desvinculação de Rafael do Cruzeiro, o alvinegro viu o caminho livre para intensificar as tratativas e buscar o acerto com o jogador.

Com as negociações em andamento - inclusive com um otimismo do Atlético em relação a possibilidade de conseguir a contratação do goleiro – o desfecho da negociação pode acontecer justamente na semana do clássico entre Atlético e Cruzeiro, marcado para o dia 7 de março, às 19h, no Mineirão, pela 8ª rodada do Campeonato Mineiro.

Isso porque o Galo aguarda o retorno de Fábio Mello, empresário de Rafael, que está na Europa até o dia 1º de março.

O Hoje em Dia apurou que o agente faz questão de negociar pessoalmente a ida do jogador para o Atlético, tornando improvável que haja um fato novo nas tratativas até o retorno de Mello ao Brasil.

Desse modo, a possível mudança de lado de Rafael pode agitar ainda mais a semana do maior duelo do futebol mineiro.