O Manchester United (6º), com o técnico Luis van Gaal na berlinda, recebe na segunda-feira o Chelsea (15º), enquanto o Leicester (1º) encara o Manchester City (3º), numa partida que poderia causar uma mudança no topo da tabela, pela 19ª e última rodada do primeiro turno do Campeonato Inglês. Ao holandês Louis van Gaal, somente uma vitória diante do Chelsea servirá para se manter no cargo de técnico do United, equipe que acumula quatro derrotas seguidas, o que não acontecia desde 1961, e sete jogos sem vencer em todas as competições.

Para piorar, os 'Diabos Vermelhos', imersos numa guerra aberta com a imprensa e a torcida, carecem de argumentos futebolísticos para reverter a situação. Somente uma vitória diante do Chelsea, comandado pelo também holandês Guus Hiddink, daria um pouco de paz a Van Gaal. Mais abaixo na tabela e sem poder contar com o atacante Diego Costa, o Chelsea poderia até se ver na zona de rebaixamento ao fim do primeiro turno se não vencer o rival de Manchester.

O Leicester e o Manchester City disputarão a liderança na terça-feira. A surpreendente equipe do técnico italiano Claudio Ranieri sofreu no sábado contra o Liverpool a primeira derrota fora de casa, enquanto os 'Citizens' golearam por 4 a 1 o Sunderland. O City poderá contar com a volta do atacante argentino Sergio Agüero, que assistiu ao massacre sobre o Sunderland do banco de reserva. No Leicester, o atacante sensação Jamie Vardy, artilheiro da Premier League e que balançou as redes num recorde de 11 rodadas seguidas, só marcou um gol nas últimas quatro partidas.

O Arsenal é outra equipe que está de olho na liderança da competição e poderia assumir o primeiro lugar de maneira provisória com uma vitória em casa sobre o Bournemouth (14º). No sábado, os 'Gunners' desperdiçaram a primeira chance de se tornarem líderes da Premier League, sendo goleados por 4 a 0 pelo Southampton (12º).

Na parte de baixo da tabela, o Aston Villa (20º) mede forças com o Norwich City (17º) precisando desesperadamente da vitória se não quiser se afundar ainda mais na última colocação. O técnico francês Rémy Garde vem de três derrotas e um empate desde que assumiu o comando da histórica equipe de Birmingham.