Considerado por muitos o maior jogador colombiano da história, Carlos Valderrama, hoje com 57 anos, curte a aposentadoria, mas ainda convive diariamente com o assédio dos fãs e colhe os frutos de tudo o que fez dentro das quatro linhas.

Numa rápida entrevista ao Hoje em Dia, o "homem da cabeleira" comentou algumas passagens da carreira e, dentre os comentários, afirma que Diego Armando Maradona foi o melhor jogador de sua época.

Defendendo onze clubes na carreira, o meio-campista encerrou a carreira em 2004, quando defendeu o Colorado Rapids, dos Estados Unidos. Na Terra do Tio Sam, inclusive, também vestiu as camisas do Tampa Bay Mutiny e do Miami Fusion. Apesar de todo status, porém, não chegou a atuar pelos grandes da Europa.

Questionado sobre qual a melhor geração da Colômbia, se na década de 1990 ou a que chegou ao Brasil em 2014 para a Copa do Mundo, comandada por James Rodríguez, Cuadrado e companhia, ele não puxou a sardinha para sua geração.

"Para mim, a melhor geração foi a de 2014, que foi ao Brasil para o Mundial", disse Valderrama, que ainda lembrou a morte do zagueiro Andrés Escobar, assassinado brutalmente após uma falha crucial no Mundial de 1994. "A dor da morte de Andrés estará para sempre no coração do povo colombiano", acrescenta.

Favoritismo

Amigo do ex-lateral direito Cafu, Valderrama afirma também que a Seleção comandada pelo técnico Tite é a grande favorita para conquistar a Copa América. Nesse sábado (15), inclusive, a Colômbia iniciou a competição com o pé direito ao derrotar a temida Argentina de Lionel Messi, por 2 a 0, em Salvador.

Perguntado se o maior jogo da sua carreira foi a goleada por 5 a 0 sobre os argentinos, em 1993, o ex-jogador rechaçou e preferiu valorizar às convocações mais importantes para um atleta.

"A maior conquista de toda minha carreira foi ter ido disputar os Mundiais de Seleção", concluiu el Pibe. Ele é o recordista de participações com a camisa da Seleção Colombiana, com 111 partidas disputadas. Foi capitão nas copas de 1990, 1994 e 1998.

Leia mais:

Muriel tem lesão no joelho e desfalca a Colômbia no restante da Copa América

Corte de Neymar impede protagonismo no Brasil de trio que brilhou pelo Barcelona

Suárez vence nova lesão e lidera Uruguai em estreia contra o Equador no Mineirão