Os 18 meses de Louis van Gaal à frente do Manchester United e os US$ 375 milhões (aproximadamente R$ 1,43 bilhão) investidos pelo treinador em contratações nesse período não levaram o clube inglês a reassumir o protagonismo no futebol europeu, tanto que ele acabou sendo eliminado ainda na fase de grupos da Liga dos Campeões ao perder por 3 a 2 para o Wolfsburg, na Alemanha, na última terça-feira (8).

Questionado se houve progresso do Manchester United na sua gestão, Van Gaal reconheceu que elogiar o seu trabalho após uma eliminação é um erro, mas garantiu que os fatos mostram que o gigante inglês vem obtendo resultados melhores sob o seu comando.

"No momento, eu não posso me defender porque estamos fora da Liga dos Campeões e cada palavra que digo é uma palavra errada, eu acho. Quando você vê os fatos, fomos mais longe na Copa da Liga Inglesa, nos classificamos para a fase de grupos da Liga dos Campeões... Temos jogado todas essas partidas e ainda estamos em uma posição muito boa na liga. Os fatos estão dizendo que somos melhores do que no ano passado, de modo que é a minha resposta, porque só posso dar fatos. Estou decepcionado que estamos fora da Liga dos Campeões, é claro", disse.

Van Gaal também criticou a arbitragem na derrota para o Wolfsburg, especialmente em relação a um gol anulado do Manchester United no primeiro tempo da partida. A derrota levou o clube a ficar na terceira posição no Grupo B da Liga dos Campeões, o que o "classificou" para a Liga Europa.

O técnico do Manchester United admitiu não se empolgar tanto com a participação no torneio. "Eu não pensei sobre isso neste momento. Estou muito decepcionado, os jogadores estão muito decepcionados. Este é o campeonato em que queríamos mostrar nossas qualidades, e não podemos mais fazer isso", disse.