Se o cruzeirense deposita em apenas uma pessoa a esperança de ver o clube saindo da crise atual, esse alguém é o goleiro Fábio. Com dois Brasileirões, três Copas do Brasil e 852 jogos pela camisa celeste, o dono da camisa número 1 foi um dos poucos poupados nos vários protestos realizados pelos torcedores na última semana.

A prova de que o goleiro mantém seu ótimo rendimento habitual, destoando do resto de sus equipe, é que ele foi eleito o melhor arqueiro da atual edição da Copa do Brasil, desbancando Santos, campeão pelo Athletico-PR, e Marcelo Lomba, do vice Internacional. Apesar de satisfeito pelo reconhecimento individual, Fábio deixou claro que prefere as conquistas coletivas.

“Feliz. Acho que o reconhecimento do trabalho é sempre importante. Lógico que nosso objetivo, primeiramente, é conquistar os títulos. Individualmente, a gente não se importa muito, porque o processo dentro da nossa personalidade é vencer em grupo, como campeão da competição”, disse o ídolo celeste

Já pensando no Cruzeiro de maneira mais ampla, Fábio projeta o importantíssimo duelo que a Raposa terá neste sábado (21), contra o Flamengo, líder do Brasileirão. Embora em situações inversas no campeonato, o goleiro acredita que haverá respeito em campo por parte dos rivais cariocas

“O Flamengo tem ciência e respeita a história do Cruzeiro. Os jogadores que estão aqui, porque até pouco tempo, nos enfrentamos em finais de Copa do Brasil, mata-mata da Libertadores... Então, é um grande jogo, vamos estar apoiados pelo nosso torcedor, e espero que possamos fazer um jogo à altura da camisa do Cruzeiro, para conseguir vencer”, lembrou.

Citada pelo ídolo, a torcida celeste deve fazer sua parte mais uma vez, comparecendo em bom número no Gigante da Pampulha. Segundo o clube, já foram comercializados mais de 30 mil ingressos para a partida.

*Hugo Lobão sob supervisão de Thiago Prata