No competitivo meio do futebol brasileiro, Rafael Sóbis se destaca por ser um dos jogadores mais vitoriosos do país dos últimos 15 anos. Dos setes time que defendeu na carreira, o atacante foi campeão em cinco deles.

Algumas conquistas, inclusive, com grande peso nacional e continental, como os bicampeonatos da Copa do Brasil com o Cruzeiro, e da Libertadores pelo Internacional.

De volta à Toca da Raposa II para a segunda passagem pelo clube estrelado, Sóbis encontra um cenário diferente do que deixou.

Se no início de 2019, quando acertou o retorno ao Inter, o jogador acabara de participar de mais um título de expressão de um time repleto de estrelas, que almejava grandes feitos na temporada, a realidade deste ano é bem diferente.

Em meio a maior crise institucional, financeira e técnica de seus quase 100 anos de história, o Cruzeiro luta para se recuperar na Série B e trabalha nos bastidores para tentar sanar as dificuldades econômicas que atingem o clube.

Maior desafio da vida

Entretanto, os obstáculos enfrentados pela Raposa na temporada não assustam Rafael Sóbis. Pelo contrário, o jogador afirma que a missão de devolver o Cruzeiro à elite do futebol brasileiro o traz grande motivação, mesmo após tantos anos de carreira.  

"As pessoas que convivem falaram: 'você é louco, você é maluco'. Mas não, eu conheço muito bem isso aqui, eu fui feliz aqui, então só tenho boas recordações. O momento é outro, a luta é outra e vamos enfrentar. É, sim, o maior desafio da minha vida. Quando vamos ficando mais velho, a gente começa a querer desafios, ter ambições dentro da profissão. E esse, se eu conseguir, vai ser com certeza o mais difícil e o mais saboroso", disse Sóbis, em sua entrevista coletiva de apresentação, nesta segunda-feira (16).

Como vinha treinando e atuando normalmente pelo Ceará até semana passada, o atacante aguarda apenas a publicação do seu nome no Boletim Informativo Diário da CBF (BID), para poder reestrear pela Raposa, no duelo com o Figueirense, nesta sexta (20), às 21h30, no Mineirão, pela 22ª rodada do Brasileiro.

Títulos

Nascido em Erechim, no Rio Grande do Sul, Rafael Sóbis foi revelado no Internacional, clube pelo qual conquistou duas vezes a Copa Libertadores (2006 e 2010).

Além de atuar pelo Bétis-ESP e Al-Jazira-EAU, sem alcançar títulos relevantes, o atacante teve passagem marcante pelo Fluminense, conquistando o Campeonato Brasileiro de 2012.

Ao deixar o Tricolor das Laranjeiras, o Sóbis foi para Tigres-MEX, onde conquistou o título do Campeonato Mexicano em 2015.

De volta ao Brasil, o atacante vestiu a camisa do Cruzeiro, participando do bicampeonato da Copa do Brasil, em 2017 e 2018. Na primeira conquista, Sóbis, inclusive, foi o artilheiro da competição com cinco gols, ao lado de Lucas Barrios (Grêmio) e Léo Gamalho (Goiás).

Antes de acertar o retorno ao time estrelado, o jogador defendeu o Ceará, novamente conquistando um título de relevância. Pelo Vovô, o atacante foi campeão da Copa do Nordeste deste ano.

Com tantos títulos no currículo, Sóbis, que assinou com o Cruzeiro até o final de 2021, busca transformar o acesso com a Raposa, em mais uma conquista de sua vitoriosa carreira.

FICHA DO JOGADOR

Posição: atacante

Nascimento: 17/06/1985 - Erechim (RS)

Altura: 1,76m

Carreira: Internacional (2004 - 2006), Real Bétis (2006-2008), Al-Jazira (2008 - 2010), Internacional (2010 e 2011), Fluminense (2011 - 2014), Tigres (2015- 2016), Cruzeiro (2016-2018), Internacional (2019), Ceará (2020) e Cruzeiro (desde 11/2020).

Títulos: Copa Libertadores (2006 e 2010), Copa do Brasil (2017 e 2018), Campeonato Brasileiro (2012), Campeonato Mexicano - Apertura (2015), Copa do Nordeste (2020), Campeonato Mineiro (2018), Campeonato Gaúcho (2004, 2005 e 2011) e Campeonato Carioca (2012).