O time do Franca foi roubado em Rio Claro no segundo jogo das oitavas de final do NBB (Novo Basquete Brasil). Literalmente. Enquanto a equipe da casa vencia os francanos por 38 a 32 no primeiro tempo de partida no Ginásio Felipe Karam, bandidos invadiram o vestiário dos visitantes, aparentemente pela janela, e roubaram os pertences os jogadores de Franca.

O assalto só foi notado no intervalo, quando o elenco francano voltou ao vestiário. Lá, encontraram mochilas reviradas e deram pela falta de diversos objetos, como celulares e carteiras. A guarda municipal foi acionada, mas, pelo menos inicialmente, não encontrou os bandidos.

O time de Franca chegou a cogitar não voltar à quadra, mas, depois de uma reunião com o técnico Lula Ferreira, optou por jogador o segundo tempo normalmente. "O maior prejudicado é basquete. Quem fez isso é bandido. Não tem nada a ver com o time da casa. Não vamos deixar que bandido atrapalhe o basquete. Tá todo mundo remando para crescer, a gente não pode fazer isso", disse ao SporTV.

De acordo com o treinador, os jogadores, após serem roubados, estavam "bravos, chateados", mas mesmo assim decidiram continuar jogando. Quando o elenco voltou à quadra, foi aplaudido pela torcida rival.