Um movimento criado por torcedores do Cruzeiro nas redes sociais, pedindo a saída da alta cúpula da diretoria, vem crescendo nas últimas horas.

Com as hashtags #RenunciaQueEuAssocio e #SemRenunciaSemSocio a mobilização, que convoca um protesto, nesta sexta-feira (13), na sede da Raposa, no Barro Preto, tem as seguintes reivindicações:

- Adiantamento das eleições para janeiro de 2020

- Renúncia imediata do presidente do clube, Wagner Pires de Sá, e dos vices Hermínio Lemos e Ronaldo Granata

- Alterações no estatuto do clube, visando profissionalismo, modernidade e transparência

- Direito a voto nas decisões do clube aos sócios-torcedores adimplentes há três anos

- Renuncia imediata do gestor de futebol, Zezé Perrella

Cenário conturbado

Após o rebaixamento para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro continua imerso em um conturbado cenário político. 

Na última terça-feira, Zezé Perrella se licenciou do cargo de presidente do Conselho Deliberativo do Cruzeiro para se dedicar exclusivamente a função de gestor de futebol, dando, desse modo, claros indícios de que pretente continuar como homem forte do futebol do clube em 2020. 

Já Wagner Pires de Sá, apesar da pressão para que deixe o cargo, até o momento não sinalizou a intenção de renunciar à presidência. 

Arte manifestação Cruzeiro