Durante o lançamento do Galo Business Day, realizado nesta sexta-feira (23) e tendo a “transparência” como carro-chefe com relação à divulgação da vida financeira do Atlético, o vice-presidente do clube, José Murilo Procópio, disse que, a partir de agora, a agremiação não vai esconder valores a respeito do assunto, nem mesmo as dívidas.

E aproveitou a deixa para ressaltar que ações já estão sendo realizadas dentro do Alvinegro.

“Nada se esconde mais, não será possível isso. Desde que assumimos, dissemos que o principal pilar seria a transparência. Por mais doída que possa ser, será mostrada, e vamos tentar encontrar soluções a ela (situação financeira). Podemos ter um passivo de R$ 1 bilhão, mas o patrimônio é gigantesco. Fizemos economia em média de 100 mil por mês em um departamento. Imagina em outros departamentos. Não tem esconde-esconde. Dedicação 24 horas por dia”, afirmou.

Além disso, destacou que essa política que visa equilibrar as contas do clube e sanar as dívidas será feita com muita dedicação. E, mesmo que haja alguma demora, anúncios serão feitos. 

“Queremos pagar sim e vamos pagar. Mas os credores têm que se acostumar ao fluxo do Atlético, que vai crescer muito”, disse.

Já o presidente do Atlético, Sérgio Coelho, rotulou o Galo Business Day como um “marco de transparência na história do clube”.

“É uma forma de prestação de contas para toda a sociedade, principalmente ao Conselho Deliberativo e aos torcedores. Estamos tornando públicos números e metas da gestão para que possamos ser cobrados. Isso é gestão. Ato de coragem. Não temos o que esconder e temos coragem de enfrentar a realidade, por mais dura que possa ser”, afirmou.

Valores serão revelados ainda nesta sexta-feira.