O ciclo do goleiro Victor como jogador do Atlético parece estar cada dia mais próximo do fim. Reserva de Rafael logo na estreia de Jorge Sampaoli, o "Santo do Horto", como ficou conhecido pelos torcedores, marcou história no clube e se tornou um dos principais personagens de todos os tempos. Nesta quarta-feira (8), porém, o início de tudo é a pauta mais importante.

Há exatos oito anos, o camisa 1 fazia sua estreia pelo Galo, na vitória por 2 a 0 sobre a Portuguesa. De lá para cá, foram outros 421 jogos e diversos capítulos de lutas e glórias. Ao todo, Victor acumula 204 vitórias, 109 empates e outras 109 derrotas. Tricampeão mineiro e campeão da Libertadores, da Copa do Brasil e da Recopa Sul-Americana, o jogador de 37 anos também tem no currículo uma Copa do Mundo, graças ao trabalho realizado no alvinegro.

Naquele embate contra a Lusa, válido pela oitava rodada do ampeonato Brasileiro de 2012, o Independência esqueceu um pouco do ídolo Ronaldinho Gaúcho para acompanhar atentamente a estreia do ex-gremista, que chegava para por fim a uma instabilidade na posição. Desde 2007, com a saída de Diego Alves, hoje no Flamengo, outros nove arqueiros tentaram se firmar na meta; sem sucesso.

No gol do time do Canindé, estava o astro Dida. Goleiro multicampeão, ele não havia sido vazado até aquele momento. A vitória atleticana, com isso, teve sabor mais especial ainda para os 18.875 presentes ao Horto. Era o primeiro grande ato de Victor pelo novo clube.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO 2 X 0 PORTUGUESA

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte
Data: 08 de julho de 2012 (domingo)
Horário: 18h30 (horário de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Marrubson Melo Freitas (DF) e Jesmar Benedito Miranda de Paula (GO)

Cartões amarelos:(Atlético-MG) Rafael Marques, Pierre (Portuguesa) Ananias, Léo Silva

Gols: Atlético: Marcos Rocha, aos 24 minutos do primeiro tempo; Leonardo Silva, aos seis minutos do segundo tempo

ATLÉTICO: Victor; Marcos Rocha (Serginho), Rafael Marques, Leonardo Silva e Júnior César; Pierre, Leandro Donizete, Danilinho (Escudero) e Ronaldinho; Bernard (Richarlyson) e Jô. Técnico:Cuca

PORTUGUESA: Dida; Lima, Diego Augusto (Rodriguinho) e André Luís; Luís Ricardo, Moisés, Léo Silva, Guilherme e Ivan (Marcelo Cordeiro); Ananias e Diego Viana (William Xavier). Técnico: Geninho

victor