Demorou um pouco mais do que o previsto pelo técnico Cuca, mas, gradativamente, o Atlético vai evoluindo, construindo uma nova mística como mandante – oito vitórias em oito partidas como anfitrião na temporada – e cumprindo seu papel na Libertadores, sua prioridade em 2021. Com mais uma atuação poderosa do Incrível Hulk, autor de dois gols, um show de ‘Savaliso’, que participou ativamente nos tentos do centroavante e também deixou o seu, e uma performance sólida de vários outros ‘Vingadores’, como Tchê Tchê, o Galo goleou o Cerro Porteño, por 4 a 0, no Mineirão, e assumiu a liderança do grupo H. Vargas deu fim ao baile.

Invicto, com sete pontos e dono do melhor ataque da chave – sete gols –, o Galo encaminha sua vaga às oitavas de final. Após um início sob um olhar de desconfiança, por conta do empate em 1 a 1 com o La Guaira, na Venezuela, o time mostrou sua força dentro de seus domínios e obteve dois triunfos seguidos, sobre os dois principais concorrentes do grupo, o América de Cali (2 a 1) e, agora, os paraguaios.

O caminho para a classificação começou a ser cimentado, mas o objetivo ainda não foi alcançado. Na próxima rodada, a equipe enfrenta os colombianos, no dia 13, às 21h, na busca por sua primeira vitória fora de casa.

Antes disso, o Galo volta suas atenções para o confronto de volta das semifinais do Campeonato Mineiro, no sábado (8), às 16h30, no Mineirão. Com excelente vantagem sobre o Tombense, o Atlético pode até perder por três gols de diferença que avança à decisão. Mas, naturalmente, os comandados de Cuca vão à busca de mais um triunfo para manter o embalo e os 100% como mandante.

Atlético

A FICHA DO JOGO

ATLÉTICO 4 X 0 CERRO PORTEÑO

ATLÉTICO
Everson; Guga, Igor Rabello, Alonso e Arana; Allan (Jair), Tchê Tchê (Alan Franco) e Nacho Fernández; Savarino (Vargas), Keno (Tardelli) e Hulk (Sasha). Técnico: Cuca

CERRO PORTEÑO
Jean; Espínola, Patiño, Alexis Duarte e Arzamendia; Villasanti, Ángel Cardozo (Bobadilla), Giménez (Mateus Gonçalves), Carrizo (Ovelar) e Aquino (Bareiro); Boselli (Morales). Técnico: Francisco Arce

DATA: 4 de maio de 2021
ESTÁDIO: Mineirão
CIDADE: Belo Horizonte
MOTIVO: Terceira rodada do grupo H da Copa Libertadores
ARBITRAGEM: Nestor Pitana, auxiliado por Ezequiel Brailovsky e Gabriel Chade, todos da Argentina
CARTÕES AMARELOS: Allan, Jair (Atlético); Patiño, Villasanti, Alexis Duarte (Cerro Porteño)
GOLS: Hulk aos 8 e aos 45 minutos do primeiro tempo; Savarino aos 27 e Vargas aos 46 do segundo tempo