Na lanterna do Campeonato Brasileiro da Série B, com apenas 23 pontos, o Oeste, adversário do Cruzeiro, nesta quarta-feira (13), às 21h, no Independência, pode ser matematicamente rebaixado nesta rodada.

Mesmo em caso de triunfo sobre a Raposa, o time paulista pode já entrar rebaixado para o confronto no Horto, sacramentando a péssima campanha durante toda a competição.

Entretanto, mesmo ocupando a última colocação na maior parte da disputa, indicando o rebaixamento como desfecho inevitável, o Oeste conseguiu atrapalhar a vida de equipes que ainda tem grandes ambições na competição, nas últimas dez rodadas.

No período, a equipe de Barueri conseguiu tirar pontos de times da parte cima da tabela, empatando com América e Juventude, e vencendo o Avaí.

Olhando para a outra extremidade da tabela, o Rubro-Negro, já com poucas chances de evitar o Z-4, venceu os ameaçados Vitória e Figueirense, e empatou com o Botafogo-SP.

Outro dado que reflete a evolução da equipe comandada pelo técnico Roberto Cavalo é a conquista de sete dos últimos 12 pontos disputados (duas vitórias, um empate e uma derrota), desempenho muito superior ao restante da fraca campanha do Oeste.

Respeito

Essa ameaça que pode ser gerada a partir de um adversário que vai atuar com menos pressão, em razão do iminente rebaixamento, faz com que o zagueiro Manoel pregue cautela em relação ao duelo desta quarta.

Em entrevista às mídias oficiais do Cruzeiro, divulgada nesta terça, o defensor destacou a necessidade de o time não menosprezar a ameaça que o Oeste pode oferecer na partida.

"Eles estão na última colocação, mas melhoraram bastante. O Felipão já conversou conosco sobre isso, que precisamos estar atentos, porque é um jogo em que temos que estar concentrados, fazendo o que o Felipão sempre pede. Senão, como eles não estão jogando por nada mais, não tem condições de sair (do rebaixamento), a gente pode se desorganizar e acabar sofrendo uma derrota, em que a gente precisa muito desses três pontos para poder se afastar ainda mais da zona de rebaixamento", disse o jogador.