Um gol com gostinho especial. Ou melhor, dois gostinhos. Apesar de garantir que estava feliz ao anotar o tento do triunfo do Cruzeiro nesta sexta-feira (11), Ramon preferiu não comemorar a bola na rede, em respeito a seu ex-clube.

“Claro que a gente fica feliz pelo gol. A não comemoração é por causa do meu clube formador, onde passei maior parte do profissional. Por respeito, preferi não comemorar. Entramos meio morosos no jogo, demos espaço para o Vitória, melhoramos no fim (do primeiro tempo), e conseguimos o gol”, comentou o zagueiro.

Ramon teve duas passagens pelo profissional do Leão da Boa Terra, sendo uma de 2014 a 2016, e a outra, de 2017 a 2019.

No Cruzeiro desde março deste ano, ele soma 20 jogos e, agora, dois gols.

Cr