A contratação do zagueiro Ramon, que se apresentou na Toca da Raposa para participar da pré-temporada do Cruzeiro, segue rendendo nos bastidores do clube. Desta vez, Zezé Perrella divulgou uma nota afirmando que a vinda do atleta, que pertencia ao Vitória, não foi uma ação de sua autoria, mas sim de Itair Machado, ex-vice-presidente de futebol.

A polêmica começou quando se soube que o acordo entre o clube celeste e o jogador não foi feito pelo conselho gestor que administra o clube no momento. A contratação de Ramon foi feita antes do núcleo de empresários ser formado, e o contrato seguia os moldes financeiros da antiga gestão. O salário oferecido ao atleta é superior aos R$ 150 mil, que chegou a ser considerado o teto do clube.

Ramon

Em nota, o próprio Cruzeiro chegou a divulgar que o acordo teria sido feito pela "gestão anterior" deixando em aberto se quem comandava o futebol celeste era Zezé Perrela ou Itair machado no momento da assinatura do contrato. Na nota divulgada nesta quinta-feira (9), o ex-presidente do clube afirmou que essa teria sido a última ação de Itair à frente da Raposa.