Essencialmente mineira, cachaça movimenta R$ 7,5 bilhões no Brasil anualmente

Izamara Arcanjo
Especial para o Hoje em Dia
26/11/2021 às 13:32.
Atualizado em 05/12/2021 às 06:20
 (Freepik/Divulgação)

(Freepik/Divulgação)

Além de ser plural e saborosa, a cachaça tem grande importância na economia do Brasil, movimentando cerca de R$ 7,5 bilhões em sua cadeia produtiva anualmente. Em território nacional, são produzidos cerca de 1,4 bilhão de litros de cachaça por ano. Os dados são do Centro Brasileiro de Referência da Cachaça e Euromonitor (CBRC), divulgados em 2019 (antes da pandemia).

Segundo o mesmo levantamento, o Brasil tem uma contribuição anual de R$ 51 bilhões no mercado de bebidas alcoólicas mundial, sendo o terceiro maior mercado em volume total, atrás apenas da China e dos Estados Unidos.

Minas é o maior produtor de cachaça alambique no país, enquanto os paulistas lideram a produção da cachaça de coluna (produção industrial e em larga escala). Em Minas, inclusive, uma lei estadual considera a cachaça de alambique patrimônio cultural do Estado.

De acordo José Lúcio Mendes, promotor da Expocachaça, que está na 30ª edição e acontece até 28 de novembro na Serraria Souza Pinto, em BH, em consumo, esses índices representam aproximadamente 6,29 litros de cachaça per capita. Para dar conta da demanda, são milhares de produtores de cachaça e mais de 4 mil marcas em solo nacional. Desse total, 98% são pequenas e microempresas.

“Nas 29 edições anteriores (da Expocachaça), que contaram com um público de mais de 2,2 milhões de visitantes, foram realizados R$ 400 milhões em negócios durante as feiras e no pós-feiras, o que favoreceu alambiques e toda a cadeia produtiva aqui do Estado”, afirma José Lúcio.

Expocachaça

Um dos expositores é o pioneiro Elber Sales, produtor da cidade de Salinas. Ele conta que sua cachaça foi lançada na 2ª edição da feira, em 1999, e, desde então, o negócio não parou de crescer. “Na segunda vez que participei da ExpoCachaça, em 2000, tive contato com um grupo de empresários alemães e logo comecei a exportar para a Europa”, conta Sales.

O produtor afirma que desenvolveu um produto suave para atingir um público mais jovem e as mulheres. A cachaça de Sales é envelhecida em tonéis de bálsamo e que, ao contrário do brasileiro, os alemães adoram a cachaça amarela para fazer drinks e coquetéis.

“Aqui no Brasil, reza a lenda que apenas as cachaças brancas devem ser usadas para fazer drinks saborosos, pois as misturas agradam o paladar do europeu, principalmente dos alemães. São eles que dão um grande volume de vendas aliados às imensas possibilidades de coquetéis e drinks diferentes que a cachaça proporciona”, conta.

“Cheguei a exportar 80 mil litros de cachaça por ano para Europa. Acabei abandonando o mercado interno e ficando apenas com a exportação. Agora, depois da pandemia, estamos retomando aos poucos os nossos negócios e a feira é uma excelente vitrine”, avalia

De acordo com José Lúcio Mendes, até domingo (28), os amantes da boa cachaça e das cervejas contam ainda com atrações culturais, espaço gourmet, apresentação de novidades do setor e stands de marcas de todos os cantos do país.

“A Serraria Souza Pinto é um espaço com bastante ventilação natural, o que é um fator importante para o protocolo Sanitário, é no centro da cidade de BH e com uma boa estrutura de hotéis para atender ao público da feira”, garante.

SERVIÇO:

30ª edição da Expocachaça e a 14ª BrasilBier
Data: 25 a 28 de novembro
Local: Serraria Souza Pinto
Endereço: Avenida Assis Chateaubriand, 889, Centro – BH/MG
Horário: das 12h às 0h – No domingo, o encerramento será às 22h
Venda de ingressos: site oficial da Expocachaça e pela plataforma Sympla.

As entradas também são vendidas na portaria da Serraria Souza Pinto.

Valores:

Inteira: R$ 50 + (R$ 5 de taxas)
Meia entrada: R$ 25 + (R$ 5 de taxas)
Crianças: Crianças até 12 anos não pagam (menores de idade devem estar acompanhadas dos pais ou responsável)
Idosos: Entre 60 e 64 anos pagam meia-entrada, mediante apresentação de documento. Já idosos com mais de 65 anos, não pagam

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por