Gastronomia

Região de Diamantina é reconhecida como produtora de Queijo Minas Artesanal

Da Redação*
portal@hojeemdia.com.br
29/03/2022 às 21:17.
Atualizado em 29/03/2022 às 21:20

A partir desta terça-feira (29), a região de Diamantina, no Centro do Estado, foi reconhecida como produtora de Queijo Minas Artesanal. Serão beneficiados 42 produtores.

Segundo a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), o reconhecimento vale para os seguintes municípios: Diamantina, Gouveia, Datas, Monjolos, Couto de Magalhães de Minas, São Gonçalo do Rio Preto, Felício dos Santos, Senador Modestino Gonçalves e Presidente Kubitschek.

Agora, são nove regiões de Minas reconhecidas oficialmente como produtoras do tradicional queijo mineiro. Todas seguem as características do produto estabelecidas pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG).

A caracterização da região de Diamantina vai trazer para os produtores locais a possibilidade de ter um nome coletivo para o produto, com maior valor agregado, e a divulgação da região, abrindo caminho para o crescimento das atividades turísticas locais com visitas às queijarias.

A medida também traz a possibilidade de os produtores conquistarem uma Indicação Geográfica, que é um registro concedido pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi) e que reconhece a reputação, qualidades e características, vinculadas ao local de origem do produto, e que é reconhecido mundialmente.

Segundo levantamento da Emater-MG, são 7.063 estabelecimentos destinados à produção dos diversos tipos de queijos artesanais. O Queijo Minas Artesanal corresponde a 3.103 agroindústrias no Estado. A produção estimada é de 21,8 mil toneladas por ano, o que representa 65,2% da produção das agroindústrias familiares.

(*) Com Agência Minas

Leia mais:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por