Ciência

Estudo revela que Stonehenge era usado como calendário solar

João Paulo Martins
joao.oliveira@hojeemdia.com.br
02/03/2022 às 18:27.
Atualizado em 02/03/2022 às 18:42
A disposição das pedras no círculo de Stonehenge correspondem a um calendário solar (Pexels / Divulgação)

A disposição das pedras no círculo de Stonehenge correspondem a um calendário solar (Pexels / Divulgação)

O famoso círculo de pedras Stonehenge, em Salisbury, no Reino Unido, foi usado como calendário solar por volta de 2.500 a.C.

Segundo o pesquisador britânico Timothy Darvill, da Universidade de Bournemouth, a disposição do círculo de pedras serviu como uma representação física do ano. O local era um calendário baseado na duração do ano solar tropical, que é de 365,25 dias, afirma o cientista, citado pela emissora estatal britânica BBC.

Embora as origens de Stonehenge ainda sejam um mistério, em estudo publicado nesta quarta-feira (2) na revista científica Antiquity, Darvill deduziu que as pedras já foram usadas pelos antigos moradores da região para acompanhar a passagem do tempo.

“O claro alinhamento solsticial de Stonehenge levou as pessoas a sugerirem que o local incluía algum tipo de calendário (...) Agora, as descobertas trouxeram luz para o assunto e indicaram que o local era um calendário baseado em um ano solar tropical de 365,25 dias”, afirma Timothy Darvill à BBC.

O conjunto de pedras de Salisbury tem uma disposição que destaca os solstícios de inverno e verão, quando os raios de sol sempre iluminam da mesma forma a estrutura.

De acordo com o cientista, o alinhamento solsticial ajuda a calibrar o calendário e quaisquer erros seriam facilmente detectáveis, pois o sol estaria no lugar errado durante o evento que ocorre duas vezes por ano.

“O calendário funciona de uma maneira muito simples. Cada uma das 30 pedras do círculo representa cada dia do mês, que também é dividido em três semanas de 10 dias cada”, diz Darvill à emissora britânica.

O calendário solar era usado nos países do Mediterrâneo Oriental por volta de 3.000 a.C. e foi adotado no Egito como padrão por volta de 2.700 a.C.

Leia mais:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por